SS Press
SS Press

Clima bom no Botafogo ajuda a revelar brincadeira com o técnico Eduardo Barroca

Vindo das categorias de base, novo comandante do time carioca tem postura séria, mas próxima dos atletas

Redação, Estadão Conteúdo

19 de abril de 2019 | 21h50

O clima está bom para o Botafogo, que concentra suas atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro, dia 27, diante do São Paulo, no Morumbi. Nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, o zagueiro Marcelo Benevenuto revelou uma brincadeira com o técnico Eduardo Barroca.

Segundo o defensor, o treinador deixou de participar de um grupo nas redes sociais, com os quais participava ao lado de jogadores que trabalharam com ele nas categorias de base, após Felipe Lucena (outro ex-treinador da base alvinegra e que, hoje, é auxiliar técnico do Goiás) postar uma matéria em que apontava a possibilidade de Barroca assumir o comando técnico do time de General Severiano.

"Tinha um grupo que o Barroca também estava. O Felipe Sassá (Lucena) jogou uma nota que dizia que ele estava perto de voltar. Ele saiu do grupo na hora. Colocamos uns olhinhos (emojis). A gente ficou feliz por ele, mas na hora não deu nem para parabenizar", disse Marcelo, que revelou como é a postura do treinador.

"Na base, ele (Barroca) brincava muito com a gente. No profissional, pode brincar, mas nem tanto. Está mais sério, na dele, normal. Mas continua o nosso amigo", completou Marcelo Benevenuto.

O atleta de 23 anos também analisou o São Paulo, adversário da estreia no Brasileiro. "É sempre bom estar conhecendo o adversário, ver o que vamos esperar lá. Eles têm um time muito agressivo, que não fica muito com a bola e procura atacar mais rápido. Temos que estar preparados para isso, e avisamos ao Barroca para ficar tranquilo que a gente vai dar conta do São Paulo lá (risos)", disse o zagueiro, que destacou o atacante Antony.

"Vou assistir ao jogo (final do Paulista, contra o Corinthians, no domingo), tem o Antony, ficar ligado nele. Eu gostei muito só desse Antony, me chamou muito a atenção, o resto são jogadores normais", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.