Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Clima familiar domina Pacaembu em Corinthians x Flamengo pelo Brasileiro Feminino

Com entrada gratuita, 3.800 pessoas compareceram ao estádio e viram a vitória alvinegra por 1 a 0

Guilherme Amaro, Estadão Conteúdo

21 de julho de 2019 | 17h24

O clima familiar tomou conta do Pacaembu na tarde deste domingo, no jogo entre Corinthians e Flamengo, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro Feminino. Com entrada gratuita, 3.800 pessoas compareceram ao estádio e viram a vitória alvinegra por 1 a 0. Foram 3.628 corintianos, enquanto o setor visitante recebeu 172 rubro-negros.

Diferentemente do que acontece em jogos do masculino, o público presente era composto principalmente por famílias com crianças. Uma das mais animadas era a pequena Laurinha, de seis anos, que não desgrudava do alambrado da arquibancada verde. "Está muito legal", vibrou a menina, que estava nos ombros de Gabriel Castani, amigo do pai dela. "Eu estava com essa ideia de vir aqui fazia tempo. O Corinthians tem uma campanha legal, e jogar aqui no Pacaembu, onde todo corintiano, acho, que sente saudade. E tem todo o simbolismo para a Laurinha. Estou começando a acompanhar mais o futebol feminino", disse o coordenador de projetos, de 24 anos.

No setor manga, as tradicionais numeradas descobertas, a maioria dos presentes era formada por familiares de jogadoras. Daniel Sores, irmão da lateral-direita Katiuscia, estava acompanhado de mais dez parentes. "O futebol feminino tem um público mais variado, com mulheres e crianças, e isso é muito positivo. Estamos percebendo que está aumentando o público nos jogos", afirmou o estudante de 26 anos.

O clima de paz no futebol feminino também incentivou a presença de torcedores visitantes. O flamenguista Leonardo Lefevre, de 40 anos, aproveitou para levar os três filhos e a mulher ao Pacaembu. É um jogo tranquilo, consigo trazer minha família e ainda apoiamos as meninas. Eu não teria condições de levar meus filhos a Itaquera. Além do lado financeiro, tem a segurança", comentou. Eles já haviam acompanhado a partida entre Santos e Flamengo em maio.

Teve até gente que foi pega de surpresa com o duelo deste domingo. A professora Daniela Cristina, de 34 anos, foi ao Pacaembu com o marido Cid e o filho Guilherme para visitar o Museu do Futebol. Chegando lá, viram a oportunidade de assistir a um jogo com entrada gratuita e conhecer o estádio. "A gente nunca tinha vindo aqui, estamos gostando muito".

Ainda no setor verde, um casal formado por uma corintiana e um palmeirense acompanhava o jogo. Maria Souza e Gregório Véspoli se planejaram para passar a tarde de domingo no Pacaembu. "Até fiquei impressionada de ter tanta gente, é meu primeiro jogo no feminino. Costumo acompanhar as meninas pelo Instagram, e tínhamos visto na semana passada que ia ter esse jogo e nos organizamos para vir", afirmou a autônoma de 24 anos. "Eu gosto de futebol. O Corinthians tem um time bom, o Pacaembu é bom para ver jogos, então eu vim", contou o estudante de 22 anos.

Em campo, o Corinthians venceu por 1 a 0, com gol de Giovanna Crivelari aos 12 minutos do segundo tempo. Com a vitória, a equipe alvinegra tem os mesmos 36 pontos do líder Santos, mas fica na segunda colocação porque tem um gol a menos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.