Clube de Cuca na China faz proposta e Mano Menezes pede 24h para responder

Após Luiz Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo e Cuca, mais um técnico de primeiro escalão do futebol brasileiro pode ir para a China. Nesta terça-feira, Mano Menezes comunicou ao Cruzeiro que recebeu uma oferta para treinar o Shandong Luneng e que ficou balançado com a proposta. Como esse é o clube atualmente comandado por Cuca, o técnico campeão da Libertadores com o Atlético-MG poderia voltar ao País.

Estadão Conteúdo

01 de dezembro de 2015 | 20h14

"Acabamos de ter uma reunião com o Mano Menezes, eu e o Thiago Scuro (diretor de futebol). Ele nos comunicou da proposta que recebeu da China. Ele vai conversar com a família de hoje para a amanhã e, amanhã (quarta), ele vai comunicar à diretoria", explicou Bruno Vicintin, vice-presidente de futebol do Cruzeiro.

De acordo com o dirigente, Mano Menezes ficou balançado com a oferta dos chineses. "É claro que a proposta mexeu com ele. As instabilidades no futebol brasileiro fazem ele pensar se vale rejeitar uma proposta como essa. Ele tem uma multa e um contrato. A única coisa que pedi é para ele resolver", contou Vicintin.

Se o Shandong Luneng contratar Mano Menezes, Cuca seria liberado pelo clube chinês sem pagar a alta multa contratual, ficando livre para voltar o Brasil. Isso deve aquecer ainda mais o já concorrido mercado de técnicos no País neste fim de ano. São Paulo, Atlético-MG e Flamengo buscam treinadores e o Palmeiras pode entrar no grupo se não vencer a Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.