Clube dos 13 define divisão das cotas

A reunião da direção do Clube dos 13 aprovou nesta quarta-feira uma nova divisão do dinheiro da TV para o triênio 2006-08. Na votação, que ocorreu na sede da entidade em São Paulo, os principais clubes do futebol brasileiro decidiram que o Santos fará parte de um grupo intermediário. Assim, o time da Vila Belmiro receberá 6%, cerca de R$ 18 milhões, do total da quantia a ser paga pela Globo, avaliada entre R$ 280 milhões e R$ 300 milhões, pelos direitos do Campeonato Brasileiro para esse período de três anos.Os clubes do Grupo A - Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Flamengo e Vasco - continuarão a receber 7%, que sobem dos atuais R$ 13 milhões para cerca de R$ 22 milhões cada. Os do Grupo B, que tem Cruzeiro, Atlético-PR, Fluminense e Botafogo, e do qual o Santos fazia parte, continuam com seus 5%, subindo de R$ 11 milhões para cerca de R$ 15 milhões.Mas a decisão ainda não foi concretizada definitivamente nesta quarta-feira, porque os dirigentes de Flamengo, São Paulo, Fluminense e Botafogo não decidiram se assinam ou não o contrato da TV com esta definição de cotas.A reunião desta quarta-feira foi longa, com mais de 3 horas de duração, e a votação sobre a nova divisão foi bem apertada.A razão principal para o racha que vinha dividindo os principais clubes do Brasil era a mudança de status do Santos, que reivindicava uma posição com os clubes do Grupo A.Vários clubes, entre eles o São Paulo e o Flamengo, não queriam esta mudança. Além deles, Botafogo e Cruzeiro eram contra, afirmando que isto era uma forma de elitizar o futebol brasileiro.A solução encontrada nesta quarta-feira pode ter aliviado os ânimos mais exaltados, mas não deve encerrar a discussão sobre o quanto cada clube deve receber da TV por suas partidas no Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.