Clube dos 13 ignora o São Caetano

O Clube dos 13 aprovou nesta segunda-feira uma proposta para a edição 2001 do Campeonato Brasileiro, na qual o São Caetano, vice-campeão da Copa João Havelange, fica de fora. Representantes de 19 dos 20 grandes clubes (só o Vasco não compareceu) participaram da reunião no estádio Beira-Rio na tarde desta segunda-feira, em Porto Alegre. O Clube dos 13 que uma competição com 26 times, dois a menos do que pretende a CBF (Confederação Brasileira de Futebol). De acordo com esta proposta, quatro equipe cairiam para a Série B e duas subiriam para a Série A, que em 2002 teria 24 representantes: "Seria uma competição com equilíbrio técnico, em turno e returno, ocupando 46 datas no segundo semestre do próximo ano e tornando o calendário mais racional", afirmou o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff.Os times participantes, de acordo com a proposta do Clube dos 13, seriam os 20 que compõem a associação (Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Guarani, Internacional, Palmeiras, Portuguesa, Santos, São Paulo, Sport, Vasco e Vitória), mais Botafogo-SP, Gama e Paraná, rebaixados no polêmico campeonato de 1999, Ponte Preta e Santa Cruz. A 26ª vaga seria preenchida através de convite da CBF. Os candidatos são Juventude e América Mineiro. Ao São Caetano restaria, de acordo com a proposta dos Clube dos 13, a possibilidade de disputar a vaga num triangular com essas duas equipes. A proposta será encaminhada à CBF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.