Vitor Silva / SSPress
Vitor Silva / SSPress

Clube exige indenização para liberar atacante Rogério ao São Paulo

Vitória não quer se desfazer de atleta, que é titular na Série B

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2015 | 14h36

O Vitória se tornou o principal obstáculo para a chegada do atacante Rogério ao São Paulo. O jogador pertence ao Náutico e está emprestado até o fim do ano ao time baiano, que promete cobrar uma indenização para que possa se desfazer do atleta antes do fim do vínculo estabelecido e liberá-lo para se transferir à equipe do Morumbi.

O diretor de futebol do Vitória, Anderson Barros, criticou a postura do Náutico e São Paulo por terem iniciado a negociação sem comunicar a diretoria do clube baiano. "A decisão nossa é de querer uma indenização. Os clubes e o empresário quiseram negociar sem o nosso conhecimento. O atleta é titular e é importante para o nosso elenco", afirmou o dirigente.

Rogério tem cinco gols marcados na Série B, que tem o Vitória como líder. Na última terça-feira, o atacante de 24 anos foi titular na partida contra o Luverdense, em que a equipe ganhou por 2 a 0. O jogador foi contratado pelo Náutico em 2011 e no ano passado, atuou por empréstimo no Botafogo no segundo semestre.

A negociação entre São Paulo e Náutico começou na última semana e somente na terça-feira o Vitória foi notificado. "Vamos comunicar oficialmente os clubes ainda nesta semana de que queremos essa indenização", explicou Barros, que disse não poder revelar o valor que o time baiano pretende cobrar.

O Náutico e o São Paulo classificam a negociação como encaminhada. Pelo acordo, o clube do Morumbi ficaria com os 65% dos direitos econômicos de Rogério e a parcela restante continuria com o Porto, de Caruaru, onde o atacante começou a carreira.

Nesta quarta-feira o técnico do São Paulo, Juan Carlos Osorio, disse após a vitória por 2 a 0 sobre o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro, que Rogério foi resultado de uma sondagem entre jogadores da Série B. A comissão técnica acompanhou partidas do campeonato e havia escolhido três nomes, até definirem pelo atacante como possível reforço.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.