Reuters
Reuters

Clube francês é rebaixado da 2ª para a 3ª por manipulação

Decisão foi tomada após envolvimento de ex-presidente

Estadão Conteúdo

17 Março 2015 | 15h52

A Liga de Futebol Profissional da França (LFP) anunciou nesta terça-feira que o Nîmes será rebaixado da segunda para a terceira divisão do país por envolvimento na tentativa de manipulação de resultados. A decisão foi tomada após a comprovação do envolvimento de um ex-presidente do clube no escândalo.

Após um longo processo, no qual interrogou 50 dirigentes, jogadores e técnicos, a comissão disciplinar da liga francesa informou nesta terça que Jean-Marc Conrad tentou manipular o resultado de quatro partidas quando o clube lutava contra o rebaixamento na temporada passada. Com isso, o ex-presidente do Nîmes também foi punido, banido de qualquer atividade relacionado ao futebol por sete anos.

De acordo com comunicado divulgado pela LFP, sete jogos do Nîmes estavam sob investigação, que começou depois de um empate por 1 a 1 diante do Caen, em maio do ano passado, resultado que manteve o clube na segunda divisão. Por conta do processo, Jean-Marc Conrad chegou a ser preso em novembro.

Além de Conrad, o principal acionista do Nîmes, Serge Kasparian, foi suspenso do futebol por 10 anos. Outras quatro pessoas ainda receberam punições menores, que variaram de dois meses a dois anos de banimento.

Atualmente, o clube ocupa a oitava colocação na segunda divisão francesa, mas disputará a terceira divisão na próxima temporada independentemente do resultado em campo. Os dirigentes do Nîmes ainda podem apelar contra a decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.