Clube gaúcho está na mira da CPI

A CPI do Futebol, em funcionamento no Senado Federal, deve ouvir "nos próximos dias", segundo o presidente da comissão, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR), o procurador da República Celso Antônio Tres, que desde o final de 2000, coordena uma investigação nas cidades de Caxias do Sul e Farroupilha, no Rio Grande do Sul, de lavagem de dinheiro.Segundo o esquema desmontado por Tres, empresários ligados ao jogo do bingo estariam cometendo ilícitos de sonegação fiscal que podem ultrapassar a cifra de R$ 100 milhões. Só o empresário Luiz Carlos Festugatto já foi autuado pela Receita Federal em R$ 34 milhões, por sonegação fiscal. Festugatto usou a personalidade jurídica do Corinthians Atlético Clube (RS), para desviar dinheiro.De acordo com o presidente da CPI do Futebol, senador Álvaro Dias, o depoimento do procurador Celso Antônio Tres, ainda sem data marcada, "vai subsidiar uma das linhas de investigação da CPI, que são as denúncias de evasão fiscal, que muitas vezes estão acobertadas pelo manto da personalidade jurídica de clubes sem qualquer expressão", disse Dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.