Clube gaúcho quer criar fundo de previdência

O RS Futebol Clube, do Rio Grande do Sul, que tem como o fundador, o técnico da Seleção do Kwait, Paulo Cesar Carpegiani, prepara a formação de um fundo de pensão para todos os esportistas brasileiros. A afirmação foi feita nesta segunda-feira por Clécio Olsson, consultor previdenciário e advogado do RS. O time gaúcho, que já atua como clube empresa, foi fundado em janeiro de 2001 e participa da Série C do Campeonato Brasileiro. De acordo com Olsson, a formação de atletas é o grande objetivo do time. O anúncio foi feito durante o encerramento do Fórum de Previdência Complementar (Previcom), que se realiza na Câmara Americana de Comércio. Segundo Olsson, os estudos para o fundo de pensão estão sendo coordenados pelo atuário Rui Nogueira. O objetivo é atender a todos os esportistas profissionais brasileiros. Segundo ele, o potencial de interessados chega a 100 mil pessoas. Ele disse que nas academias de futebol, a arrecadação do fundo de pensão estará embutida na mensalidade das escolinhas. Isso significa que crianças a partir dos 5 anos já pode iniciar a preparação de sua aposentadoria. O consultor disse que está recebendo propostas de instituições financeiras para gerir o fundo, mas até o momento não há decisão a respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.