Fernando Vergara/AP
Fernando Vergara/AP

Clube russo elogia Ganso, mas nega contratação de 40 milhões de euros

Anzhi afirma que não fez oferta para contratar o meia do Santos e da seleção brasileira

EFE

14 de julho de 2011 | 13h44

MOSCOU - O clube russo Anzhi-Makhatchkala elogiou nesta quinta-feira a qualidade do meia santista Paulo Henrique Ganso, atualmente defendendo a seleção brasileira na Copa América da Argentina, mas negou as informações da imprensa brasileira de que estaria disposto a pagar 40 milhões de euros (cerca de R$ 90 mi) pela sua contratação.

"Ganso é, sem dúvida, um jogador de extraordinário talento, mas é bobagem falar de números supostamente oferecidos ao Santos e ao jogador", assinala o comunicado do clube russo divulgado em seu site.

O lateral-esquerdo brasileiro Roberto Carlos, que defende o Anzhi há meses, sugeriu a contratação de Ganso em caso de a equipe da república do Daguestão não conseguir contratar Neymar, que também é pretendido pelo Real Madrid.

Roberto Carlos anunciou nesta quinta-feira que quando acabar seu contrato com o Anzhi, em 2013, vai deixar o futebol e transformar-se em presidente do clube russo.

"Recebi essa proposta para ser presidente e quero aproveitá-la. Queremos fazer uma equipe forte e convidaremos brasileiros", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.