Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Pedro Chaves / CBF
Pedro Chaves / CBF

Clubes da Série B pressionam por manutenção do pagamento das cotas de TV

Presidente do Náutico afirma que pagamento feito pela Rede Globo é vital para a manutenção dos times

Redação, Estadão Conteúdo

21 de abril de 2020 | 17h02

Os 20 clubes da Série B do Campeonato Brasileiro, após enviarem carta à CBF, resolveram pressionar a Rede Globo em busca de cotas da televisão durante a paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Os presidentes dos clubes se reuniram juntamente com o Conselho Nacional dos Clubes, que representa a Série A e a Série B, além dos clubes que ainda estão na Copa do Brasil. Foi feita uma carta que vai ser entregue à Rede Globo confirmando o compromisso de ter as 38 datas e em contrapartida ter a manutenção dos pagamentos", disse Edno Melo, presidente do Náutico, à Rádio Jornal, do Recife. "Se já era vital para os clubes, hoje a cota é fundamental e essencial para a sobrevivência e manutenção dos pagamentos dos clubes", completou.

Os clubes da Série B têm direito a dez parcelas de R$ 600 mil. Duas já foram pagas e a próxima será em maio. Mesmo com tudo em dia, os presidentes optaram por pressionar a emissora.

"Espero que seja pago, porque é com esse dinheiro que estamos mantendo as conta em dia do clube. Temos o receio porque pode complicar muito a vida de todos os clubes", explicou Melo.

A Série B deveria começar em 1º de maio. A divisão de acesso, porém, ainda não tem data para iniciar em 2020 por causa da pandemia da covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.