Universidade Brasil
Universidade Brasil

Clubes de São Paulo aumentam parcerias com universidades para atrair torcedores

Palmeiras, Corinthians e Santos têm parceiros que oferecem descontos e bolsas para torcedores

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2019 | 13h46

As universidades e instituições de ensino estão ocupando cada vez mais destaque como parceiras dos clubes de futebol em São Paulo. Corinthians, Palmeiras e Santos têm parcerias com instituições de educação e promovem ações, descontos e encontros com ídolos para atrair mais torcedores e sócios.

A mais recente dessas parcerias foi firmada pelo Santos. A Unicesumar, instituição de ensino com sede no Paraná, oferece desconto para os sócios santistas de até 30% de desconto em cursos de graduação e pós-graduação. A UniCesumar vai oferecer bolsas de estudos de graduação e pós-graduação para os atletas, incluindo o profissional masculino, feminino e categorias de base, e funcionários do Santos, extensivo aos familiares. A marca já patrocinou times de vôlei, basquete, futebol e futsal, além de apoiar competições, atletas e equipes de atletismo, tênis e jogos escolares e universitários.

No Corinthians, a Universidade Brasil oferece benefícios a torcedores e sócios do clube. Além de descontos em planos de mensalidade que podem chegar a 40%, a instituição fornece bolsas de estudos de acordo com a campanha do time no Campeonato Brasileiro com o projeto 'Esporte com Educação'. Os bons resultados da parceria motivaram a expansão da doação de bolsas para os esportes amadores e futebol feminino. Hoje, quatro jogadoras participaram de cursos à distância. Desde que a parceria foi instituída, foram doadas quase 200 bolsas a funcionários, colaboradores, jogadores e parceiros ligados ao time do Parque São Jorge, o que significa um investimento de mais de R$ 4 milhões por parte da Universidade Brasil.

Alguns jogadores do elenco fazem a entrega dos diplomas, criando uma aproximação ainda maior entre fãs e ídolos. "A ideia é incentivar aquilo que é feito dentro de campo com bolsas 100% integrais, para pessoas de baixa renda, que sempre sonharam em ter uma chance na sala de aula", afirma o reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa.

No Palmeiras, a Faculdade das Américas (FAM) fornece descontos aos sócios Avanti que podem chegar a 55% de acordo com o curso. A faculdade também promove simpósios e exposições em suas unidades na capital, algumas delas com a presença de atletas do elenco atual. A apresentação do atacante Ricardo Goulart, por exemplo, que se transferiu para a China, foi feita na rede da Rua Augusta com a presença de associados. Os alunos participam de estágios nos dias de jogos, entrevistas com jogadores, palestras e bate-papos com profissionais do clube.

"Como a FAM atua em todas as áreas do conhecimento, a possibilidade de interação é alta. A área de saúde, esportes e lazer tem contribuído muito com os projetos. No clube social, nossos alunos têm a oportunidade de se apresentarem e realizarem atendimentos. Nos dias de jogo, muitos alunos participam de atividades junto aos torcedores. Ou seja, tanto no ensino como na pesquisa e extensão a parceria tem sido aplicada", explica o professor Luís Leoni, que atua na Pró-reitoria Acadêmica da Faculdade das Américas.

Para André Monnerat, gerente de Negócios da Feng Brasil, empresa especializada em projetos de engajamento de fãs, as parcerias têm potencial de crescimento. "Os contratos entre redes de ensino e clubes têm se multiplicado porque o futebol conversa com o público que estas instituições pretendem alcançar. Tanto o ensino quanto o futebol estão identificados com sonhos do jovem. A ativação por meio dos programas de sócio-torcedor, onde está o público mais engajado com os times, faz todo sentido. Há muito potencial inclusive de storytelling e geração de conteúdo usando estes torcedores mais apaixonados como personagens", explica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.