Clubes iniciam cruzada contra a crise

No primeiro semestre, quando a seleção ainda disputava, de forma capenga, as eliminatórias para a Copa do Mundo da Coréia e do Japão, a cartolagem brasileira já estava com o sinal de alerta ligado. O principal problema era descobrir como os clubes sobreviveriam financeiramente após o Mundial. O consenso era de que a segunda metade do ano seria ?desastrosa? e os cofres, por melhor que fosse o material utilizado na fabricação, não resistiriam à incompetência e amadorismo daqueles que administram o futebol no Brasil.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.