Remo Casilli/Reuters
Remo Casilli/Reuters

Clubes italianos podem ser examinados e isolados para retomada de treinos

Recomendação estará entre as diretrizes elaboradas pelo comitê médico da Federação Italiana para que a temporada possa recomeçar com segurança

Redação, Reuters

16 de abril de 2020 | 07h43

Os jogadores e as equipes técnicas dos times do Campeonato Italiano deveriam passar por exames de coronavírus e depois serem isolados em campos de treinamento quando começarem a se preparar para o reinício da temporada, recomendou a Federação Italiana de Futebol (FIGC) nesta quarta-feira.

A recomendação estará entre as diretrizes elaboradas pelo comitê médico da FIGC para que a temporada, suspensa desde 9 de março por causa do surto de coronavírus, possa recomeçar com segurança, disse a entidade em um comunicado.

A FIGC espera que os treinos possam começar imediatamente depois que o isolamento em vigor terminar no dia 3 de maio. A Itália é um dos países mais atingidos pelo surto, e os jogadores de vários clubes da liga estão entre os infectados.

“Para poder recomeçar o futebol com segurança, é essencial neste estágio desenvolver os melhores procedimentos possíveis para retomar a atividade quando todo o país voltar à ativa”, disse o presidente da FIGC, Gabriele Gravina.

“Trabalhamos sem pressa, mas também sem descanso, para estarmos prontos quando as instituições nos derem o sinal verde.”

A FIGC disse que, para os treinos começarem, cada time deveria formar um grupo de jogadores, equipes técnicas, médicos, fisioterapeutas e outros funcionários que seja “completamente negativo” e isolá-lo em um campo de treinamento como os de verão.

A entidade disse que todos os membros do grupo deveriam passar por exames de coronavírus nas 96 horas que antecederem seu ingresso no campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.