Clubes italianos se unem contra a CBF

Os italianos resolveram protestar contra o critério do técnico Emerson Leão para convocar os jogadores, hoje, na véspera da viagem da delegação da seleção brasileira para disputar dois amistosos, nos Estados Unidos e no México, diante das seleções locais. O Milan ameaça entrar com uma ação contra a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), alegando danos por ter de ceder o zagueiro Roque Júnior e a Roma garante que Emerson não se apresentará à comissão técnica.O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, afirmou que vai conversar com os advogados do clube para analisar qual tipo de medida pode ser tomada contra a CBF. "É injusta a convocação de Roque Júnior, levando-se em conta que Roberto Carlos e Rivaldo ficaram em casa."Leão explicou que não chamou Roberto Carlos e Rivaldo porque os dois disputarão o clássico mais importante do futebol espanhol, Real Madrid x Barcelona, no início de março. Sua justificativa não convenceu os milaneses. "O Milan também tem partidas decisivas pela Liga dos Campeões e terá de jogar sem o Roque Júnior, que disputará amisotosos sem importância."O presidente da Roma, Franco Sensi, garantiu que o volante Emerson não participará dos jogos da seleção brasileira, mesmo que não seja liberado pela CBF. Segundo ele, o jogador, que tem passaporte italiano, será obrigado a participar de uma cerimônia militar no fim de semana.Os 18 convocados para os amistosos contra Estados Unidos, sábado, em Pasadena, e México, dia 7, em Guadalajara, devem apresentar-se amanhã a Emerson Leão, às 21 horas, no Aeroporto de Cumbica, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.