Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Clubes paulistas avançam no planejamento para 2018

São Paulo, Santos, Palmeiras e Corinthians esperam aproveitar últimos dias de 2017 para reforçar elenco

Daniel Batista e Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

19 de dezembro de 2017 | 07h00

Os clubes paulistas esperam aproveitar os últimos dias de 2017 para reforçar seus elencos ou conseguir deixar novos nomes bem alinhados para serem anunciados nos primeiros dias de 2018. Em momentos distintos no mercado, os rivais vão se organizando aos poucos. A boa notícia para a torcida do São Paulo é a renovação do volante Jucilei.

Atlético-MG acerta contratação por empréstimo de Erik, do Palmeiras

Ontem, o clube confirmou o acerto do contrato até 2022. Pela transferência, o Shandong Luneng, da China, vai receber US$ 1,4 milhão (R$ 4,6 milhões). “A contratação do Jucilei em definitivo reforça o projeto de manter essa base para entrarmos na próxima temporada em condições plenas de conquistar os títulos que disputarmos”, disse o presidente tricolor Carlos Augusto de Barros e Silva.

As partes já estavam acertadas há alguns dias, mas detalhes burocráticos emperravam o anúncio oficial. A negociação foi conduzida em duas partes, por duas pessoas diferentes: o acerto com o time chinês foi feito pelo ex-diretor de futebol Vinicius Pinotti, enquanto o acordo com os representantes do atleta foi realizado por Raí, atual homem forte do futebol no São Paulo. A vontade do atleta em permanecer ajudou nas negociações, tanto pelo carinho com o tricolor quanto para ficar mais próximo da família.

Além de Jucilei, o São Paulo negocia também a permanência de Hernanes, que está no clube emprestado até junho de 2018, e as contratações de Diego Souza, do lateral Victor Ferraz e do goleiro Jean, do Bahia.

Quem também parece próximo de um importante anúncio é o Santos, mas não de jogadores. O time da Vila Belmiro deve confirmar o diretor executivo Gustavo Vieira, que já trabalhou no São Paulo, como novo responsável pelo futebol do clube. E uma das primeiras missões do dirigente é conseguir a contratação do técnico Jair Ventura, do Botafogo.

O novo presidente do clube, José Carlos Peres, vê Jair como a melhor opção para o momento e está disposto até a pagar a multa do treinador para deixar o Botafogo. O valor é de aproximadamente R$ 840 mil. Só depois que assegurar a chegada de um técnico e de um dirigente (principalmente), o Santos sairá, de fato, no mercado para reforçar seu elenco visando a próxima temporada. 

No Palmeiras, o momento é mais de venda do que compra. Sem muito espaço para jogar, o atacante Erik foi emprestado ao Atlético-MG por um ano. Anteriormente, o volante Arouca também já havia ido para o clube mineiro, que sonha com mais dois palmeirenses: Raphael Veiga e Róger Guedes.

O time alviverde também acertou ontem a venda do atacante Leandro para o Kashima Antlers, do Japão. Ele estava emprestado ao clube japonês, que exerceu o direito de compra e assegurou a permanência do brasileiro. Na Ásia, Leandro fez 30 jogos, marcou 12 gols e deu seis assistências. 

E quem parece mais lento, mas não parado nas negociações é o Corinthians. O gerente de futebol, Alessandro Nunes, confirmou a procura por um zagueiro e a dificuldade para encontrar uma opção. “Estamos buscando um zagueiro, pois temos carência nesse setor e estamos monitorando o mercado. Não está fácil para encontrar um atleta à altura do Corinthians, mas encontraremos no momento certo. Torcedor é ansioso, normal, e quer o quanto antes que a equipe esteja pronta, mas é algo trabalhoso”. 

A novela deste mercado da bola envolve o futuro de Gustavo Scarpa. Corinthians, Palmeiras e São Paulo sonham com o jogador e tentam convencer o Fluminense a liberá-lo. O jogador tem tido reuniões com seus agentes e estuda as propostas para escolher qual lhe é mais interessante. Ele ainda pode ir para a Europa. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.