Divulgação
Divulgação

CNBB repudia revista com fotomontagem de Neymar crucificado

Entidade afirma que houve ridicularização da fé com imagem estampada na capa da 'Placar'

EFE,

28 de setembro de 2012 | 20h21

RIO - A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nota de repúdio nesta sexta-feira contra a capa da edição de outubro da revista "Placar", que apresenta uma fotomontagem com Neymar sob o título "A crucificação de Neymar".

"Chamado de 'cai-cai', o craque brasileiro vira bode expiatório em um esporte onde todos jogam sujo", explica a publicação sobre a relação feita, na sua chamada de capa.

Para a CNBB houve "ridicularização da fé e o desdém pelo sentimento religioso do povo por meio do uso desrespeitoso da imagem da pessoa de Jesus Cristo", aponta a nota do episcopado brasileiro.

"A publicação demonstrou-se, no mínimo, insensível ao recente quadro mundial de deplorável violência causado por uso inadequado de figuras religiosas, prestando, assim, um grave desserviço à consolidação da convivência respeitosa entre grupos de diferentes crenças", completa.

Em sua página na internet, a 'Placar', publicação da Editora Abril publicou algumas de suas capas mais polêmicas, entre elas, a de dezembro de 1984, onde o Cristo Redentor aparece com a camisa do Fluminense, e outra de agosto de 2001, em que o meia Marcelinho Carioca também aparece crucificado

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.