Divulgação
Divulgação

Cobertura da Arena Fonte Nova começa a ser instalada

Etapa é considerada a mais complexa na reforma do estádio, após a implosão da antiga estrutura. Processo deve durar quatro meses

Tiago Décimo, Agência Estado

04 de setembro de 2012 | 18h05

SALVADOR - A cobertura da Arena Fonte Nova, palco dos jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014 em Salvador, começou a ser instalada nesta terça-feira na que é considerada a segunda etapa mais importante - e complexa - da construção do estádio, atrás apenas da implosão da antiga Fonte Nova.

O processo, iniciado com o içamento dos cabos de aço tensionados da cobertura, o chamado "big lift", é inédito no Brasil e deve durar quatro meses, com a participação de engenheiros dos Estados Unidos, da Alemanha, da França e da Suíça. "Poucas empresas no mundo dominam essa tecnologia", justificou o engenheiro responsável pela cobertura, Murilo Maia.

Ao final, a estrutura, que terá 9,2 quilômetros de cabos de aço, além de 1,2 mil toneladas do anel de compressão e 586 toneladas do anel de tração, sustentará uma membrana impermeável, translúcida e auto-limpante de 28 mil metros quadrados, com filtro solar, e um deque metálico de 8,35 mil metros quadrados, que cobrirão todos os assentos da arena e funcionarão também como fonte de captação de águas de chuva - para a irrigação do gramado e abastecimento dos sanitários.

De acordo com a assessoria do Consórcio Arena Salvador, responsável pela construção, 70% das obras da Arena Fonte Nova estão concluídas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.