Ivan Storti|Divulgação
Ivan Storti|Divulgação

Cobrança de falta no último lance gera polêmica no Santos

De última hora, Gustavo Henrique bateu em vez Victor Ferraz

O Estado de S. Paulo

15 de maio de 2016 | 09h00

O Santos teve a última chance do jogo para tentar evitar a derrota neste sábado por 1 a 0 para o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro. Mas uma falta perto da área já nos acréscimos ficou na barreira e o time não entrou em acordo sobre quem deveria ter sido o autor da cobrança, que foi desperdiçada pelo zagueiro Gustavo Henrique.

Antes do chute, o zagueiro e o lateral Victor Ferraz conversaram sobre quem deveria tentar. Na saída de campo, Victor Ferraz demonstrou irritação ao ser perguntado sobre qual foi a combinação. "Estou de cabeça quente. Melhor não falar nisso", disse ao SporTV

O técnico Dorival Junior disse durante a entrevista coletiva que a sua ordem não foi cumprida. "O Victor e o Gustavo treinam. O Victor, por ter batido outras, tinha condição de ter aproveitamento melhor. Não sei o que acertaram na hora. A orientação de fora foi para o Victor repetir", comentou. Victor Ferraz havia cobrado faltas anteriores no jogo e nesta temporada, chegou a fazer um gol de falta no Campeonato Paulista.

A derrota no estádio Independência fez o Santos aumentar o jejum de falta de vitórias em estreias no Campeonato Brasileiro. O último triunfo foi em 2005, quando bateu o Paysandu por 4 a 1 no Anacleto Campanella, em São Caetano, com os portões fechados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.