Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo
Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo

Coelho deixa em aberto briga no ataque do Corinthians: 'Quem ganha é o torcedor'

Interino não define quem começará a partida diante do Atlético-MG, domingo, se Gustagol ou Boselli

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de novembro de 2019 | 04h30

O técnico interino Dyego Coelho destacou a boa fase dos atacantes do Corinthians e evitou dizer quem será o titular na partida de domingo contra o Atlético-MG pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gustagol fez um gol e deu uma assistência diante do Avaí. Boselli entrou no segundo tempo e também deixou o dele em Itaquera. "É bom para o clube. Vai entrando um, vai entrando o outro, vão fazendo gols. Temos de dar moral para eles, falar que a briga é boa. Quem ganha é o torcedor do Corinthians", comentou o treinador.

Com a vitória, o Corinthians ultrapassou o Internacional na tabela do Brasileirão e agora ocupa a sétima colocação, com 53 pontos, um de distância do São Paulo e quatro à frente do Goiás, o nono e primeiro time fora da zona de classificação da Libertadores. "O objetivo continua sendo o mesmo, uma vaga para a Libertadores. Cada jogo é uma guerra, uma batalha. A nossa meta é a Libertadores. Buscar da melhor maneira possível, lutando, vencendo os jogos. Não tem outra situação. Agora é pensar no Atlético-MG", disse Coelho após a boa vitória em casa.

Outro ponto destacado pelo treinador interino foi a entrega dos jogadores. "O que eles procuraram fazer com a ideia que colocamos me deixa muito feliz. Isso mostra que tem um caminho para seguir. Eles conseguirem fazer isso em pouco tempo. Eles comparam a minha ideia, fazem com entrega e satisfação."

Coelho assumiu o time depois da demissão de Fábio Carille. Ele não será o treinador do Corinthians em 2020, uma vez que a diretoria já se acertou com Tiago Nunes, que estava no Athletico-PR.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.