Daniel Augusto Jr/ Ag Corinthians
Daniel Augusto Jr/ Ag Corinthians

Coelho volta a ser auxiliar e Pepinho assume o time sub-20 do Corinthians

Novo comandante projeta importante parceria com o ex-lateral

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2017 | 16h50

Durou pouco mais de um mês a passagem de Dyego Coelho como técnico do time sub-20 do Corinthians. O ex-lateral-direito voltará a ser auxiliar técnico do clube e, em seu lugar, Alexandre Macia, o Pepinho, assume como treinador da equipe alvinegra.

"É uma honra enorme trabalhar num clube da grandeza do Corinthians. É um passo importante que estou dando na minha carreira e vou dar tudo de mim", disse Pepinho Macia, bicampeão da Copa São Paulo pelo Santos, em 2013 e 2014.

Marcos Soares, que comandou o Santos na Copinha deste ano e foi contratado para ser auxiliar técnico de Coelho, continuará na comissão técnica e, assim como Coelho, auxiliará Pepinho no comando da equipe.

O filho de Pepe, ex-jogador do Santos e da seleção brasileira, projeta uma parceria de sucesso com o ex-lateral. "Tenho certeza de que a minha relação com o Coelho será a melhor possível. Acho muito importante manter essa identificação de ex-atletas com o clube", disse o novo comandante da base alvinegra.

O novo diretor de departamento de formação de atletas, Carlos Nujud, comentou sobre a mudança na comissão técnica. "A nossa intenção é fortalecer a equipe como um todo. O Pepinho é um técnico com o currículo de primeira linha e tem tudo para ajudar o clube", disse o dirigente.

A base do Corinthians passa por uma intensa reformulação após o diretor Fausto Bittar pedir demissão por não concordar com a contratação de Jaça para o setor. Sem Bittar, chegaram ao clube também Carlos Nujud e Nenê do Posto, que ajudaram para evitar o processo de impeachment do presidente Roberto de Andrade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.