Arquivo/AE
Arquivo/AE

Cogitado, Abel Braga diz que Palmeiras não entrou em contato

Técnico fica feliz com possibilidade de treinar o clube, mas renovou contrato com o Al-Jazira por mais dois anos

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2009 | 16h26

Curtindo férias em Punta del Leste, o técnico Abel Braga recebeu com entusiasmo a possibilidade de treinar o Palmeiras, que demitiu o técnico Vanderlei Luxemburgo na noite de sexta-feira, após quebrar a hierarquia do clube com seus comentários sobre a negociação de Keirrison com o Barcelona.

Veja também:

link Palmeiras confirma demissão de Vanderlei Luxemburgo

link Jorginho comanda treino do Palmeiras antes do clássico

link Luxemburgo diz que Keirrison não joga mais pelo Palmeiras

link Barça negocia compra de Keirrison e ele não joga clássico

especial Mercado: as transferências dos times

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela / tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Até o momento, o técnico disse que ninguém da diretoria palmeirense entrou em contato para saber sobre sua atual situação no Al-Jazira, dos Emirados Árabes, que conta com os brasileiros Rafael Sóbis e Fernando Baiano.

A chance de Abel treinar o Palmeiras, no entanto, é pouca, já que o técnico recentemente renovou seu contrato por mais dois anos, e o clube alviverde teria de pagar a multa rescisória ou torcer para que o treinador convencesse o dono do clube para liberá-lo.

Abel Braga tem sido alvo de especulações do Palmeiras desde antes da chegada de Vanderlei Luxemburgo, que aconteceu em dezembro de 2007. Mas a renovação de seu contrato com o clube dos Emirados Árabes pode abrir caminho para um acerto do Palmeiras com Muricy Ramalho, que foi demitido pelo São Paulo.

O presidente do clube, Luiz Gonzaga Belluzzo, não quis comentar muito sobre os dois técnicos, a não ser que se encaixam no perfil procurado para assumir a equipe, que busca o título do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.