Reuters
Reuters

Colados, Leicester, Chelsea, United e Wolverhampton acirram briga por vagas na Liga dos Campeões

As quatro equipes brigam por duas ou três vagas na próxima edição da competição

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

04 de julho de 2020 | 05h00

O Campeonato Inglês foi retomado em 17 de junho quase como uma formalidade para dar ao Liverpool o direito de celebrar a conquista nacional dentro de campo, algo assegurado na 31ª rodada. Agora, com seis jornadas para o fim, uma disputa bem mais acirrada chama a atenção no torneio, com quatro times - Leicester, Chelsea, Manchester United e Wolverhampton - brigando por duas ou três vagas na próxima edição da Liga dos Campeões.

A indefinição sobre o número de postos em disputa se dá pelo impasse envolvendo o Manchester City. Praticamente com o vice-campeonato nacional assegurado, o clube aguarda o julgamento de recurso contra punição imposta pela Uefa, que o excluiu de competições europeias por duas temporadas, para saber se poderá disputar a competição ou não.

Alheios aos problemas do segundo colocado, os quatro clubes estão separados por apenas três pontos e vão entrar em campo neste sábado. O Leicester é quem está em melhor situação na tabela, com 55 pontos, mas vem em queda livre, sem ter vencido desde a retomada do Inglês. O Chelsea, que tem oscilado, está logo atrás, com 54. E Manchester United e Wolverhampton somam 52, cada. E estão invictos nessa volta do torneio.

Campeão inglês em 2016, o Leicester parecia viver mais uma temporada histórica, tendo vencido sete jogos seguidos, um desempenho que chegou a torná-lo a principal ameaça ao Liverpool na luta pelo título, tanto que figurou na vice-liderança entre a 12ª e a 20ª rodada.

Mas o time só somou dois pontos em três jogos na retomada do Inglês, ampliando um momento ruim na temporada, com só duas vitórias em 11 partidas. Sem marcar há quatro jogos, Jamie Vardy já tem a companhia de Pierre-Emerick Aubameyang na lista de artilheiros do Campeonato Inglês, ambos com 19.  

Neste sábado, receberá o Crystal Palace, às 11 horas (de Brasília). Arsenal, Bournemouth, Sheffield United, Tottenham e Manchester United serão os demais adversários. "Aceitamos coletivamente que estamos em um momento adverso. Não conseguimos os resultados que queremos e o principal desafio é passar por isso", afirmou o técnico Brendan Rodgers.

Coadjuvante importante no fim do jejum de 30 anos do Liverpool no Campeonato Inglês, pois foi com a sua vitória frente ao Manchester City que o Liverpool assegurou a conquista, o Chelsea havia derrotado o Aston Villa na sua volta à competição, mas decepcionou ao perder para o West Ham na última quarta-feira. Neste sábado, às 16h, receberá o Watford. E depois vai encarar Crystal Palace, Sheffield, Norwich, Liverpool e Wolverhampton.

A oscilação do Chelsea se contrapõe à estabilidade do Manchester United, sem perder desde 22 de janeiro, com uma invencibilidade de 15 jogos, sendo oito pelo Campeonato Inglês. O time fez sete pontos em nove possíveis na retomada do torneio, incluindo vitórias por 3 a 0 nas duas últimas rodadas, contra Sheffield e Brighton & Hove Albion.

O bom desempenho do ataque é apoiado pelos gols de Bruno Fernandes e Anthony Martial - cada um fez três nessa volta -, que têm a companhia no setor ofensivo de Marcus Rashford e Mason Greenwood, além das chegadas de Paul Pogba. Além disso, nos oito jogos sem perder no Inglês só foi vazado duas vezes.

O time receberá o Bournemouth neste sábado, às 11h, e depois vai encarar Aston Villa, Southampton, Crystal Palace e West Ham, em uma sequência considerada fácil, antes de duelar com o Leicester. "Não é um jogo fácil, o que os outros acham que não importa", alertou o técnico Ole Gunnar Solskjaer antes de encarar o penúltimo colocado do Inglês.

Já o momento do Wolverhampton é ainda melhor. O time dirigido por Nuno Espírito Santo ganhou os três jogos que disputou nessa volta, sem ser vazado e com os quatro gols tendo sido marcados após o intervalo, sendo dois do mexicano Raul Jimenez.

Neste sábado, o treinador português, que assumiu o time em maio de 2017, quando estava na segunda divisão, completa 150 jogos à frente do clube. O adversário será o Arsenal, às 13h30. Sheffield, Everton, Burnley, Crystal Palace e Chelsea serão os demais oponentes.

A tendência, porém, é que uma definição dos classificados só ocorra mesmo na rodada final, agendada para 26 de julho, com a disputa de dois confrontos diretos: Leicester x Manchester United e Chelsea x Wolverhampton.

Confira os jogos da 32ª rodada do Campeonato Inglês:

Sábado

8h30 - Norwich City x Brighton & Hove Albion

11h - Leicester x Crystal Palace

11h - Manchester United x Bournemouth

13h30 - Wolverhampton x Arsenal

16h - Chelsea x Watford

Domingo

8h - Burnley x Sheffield United

10h15 - Newcastle x West Ham

12h30 - Liverpool x Aston Villa

15h - Southampton x Manchester City

Segunda-feira

16h - Tottenham x Everton

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.