Kirill Kudryavtsev/ AFP
Kirill Kudryavtsev/ AFP

Favorito, Barcelona pega Athletic na final da Supercopa da Espanha

Neymar, com caxumba, é desfalque do time de Messi e Suárez

EFE

14 Agosto 2015 | 08h28

Após conquistar a Supercopa da Europa em partida dramática contra o Sevilla, o Barcelona de Messi segue em busca de mais um título, desta vez contra o Athletic Bilbao, que tentará explorar o cansaço da equipe catalã no jogo de ida da Supercopa da Espanha nesta sexta-feira.

Superar os 'blaugranas' no somatório das duas partidas significaria o primeiro título oficial do clube basco em 31 anos, desde que conquistou a mesma Supercopa em 1984, sem necessidade de disputar partida depois de vencer o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei.

Vale lembrar, que o atual regulamento na competição, não prevê que uma equipe seja campeão dos dois troféus nacionais, como também aconteceu com o Barça na temporada passada, leve de vez a Supercopa. Por isso, o duelo será contra o Athletic, vice-campeão da copa.

Imparável, o clube catalão vem de uma sequência de conquistas da Supercopa da Europa, Liga dos Campeões, do Campeonato Espanhol, da Copa do Rei e da Supercopa da Catalunha e busca consolidar a perfeição, que viria com a taça nacional e o Campeonato Mundial de Clubes.

Para frear o Barça e chegar vivo ao Camp Nou, local da partida de volta, o time de Bilbao terá superar seus limites devido aos desfalques dos lesionados Ander Iturraspe, Mikel Rico, Iñaki Williams e Iker Muniain.

Get Adobe Flash player

Os meias Mikel San José e Beñat têm presença garantida no meio de campo escalado pelo técnico Ernesto Valverde. Embora não esteja em boa fase, Markel Susaeta deve jogar, assim com recém-promovido da base Sabin Merino, que pode ganhar uma chance no time principal.

Uma dúvida que permanece na cabeça do treinador é sobre o goleiro a ser escalado. Como Iago Herrerín foi titular na Liga Europa, talvez o técnico opte por Gorka Iraizoz para o confronto.

Depois do drama para vencer o Sevilla por 5 a 4 em Tbilisi, na Geógia, o Barcelona enfrenta o novo desafio com um único treino de preparação.

Apesar da partida não ter causado lesões ao elenco, o técnico Luis Enrique continuará sem Jordi Alba e Douglas, machucados, Arda Turan e Aleix Vidal, impedidos de jogar por causa da punição da Fifa sobre o clube, e Neymar, que se recupera de uma caxumba.

O restante do elenco voltará a estar disponível para a partida, mas a expectativa é de haja novidades na equipe titular. Após levar quatro gols do Sevilla, Ter Stegen pode ceder o lugar para Claudio Bravo.

Além disso, Mathieu deve ser substituído por Adriano na lateral-esquerda e, no meio, Sergi Roberto pode entrar no lugar de Rakitic, que teve grande desgaste após disputar os 120 minutos na Geórgia. No trio ofensivo, Pedro deve ganhar uma vaga no lugar de Rafinha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.