Colegas de São Paulo festejam convocação de Adriano

Jogador retorna à seleção brasileira, diz que está feliz no clube tricolor, mas mira retorno à Inter de Milão

Agência Estado

16 de maio de 2008 | 11h33

A volta de Adriano à seleção brasileira foi recebida com alegria pelos companheiros do atacante no São Paulo. Para os jogadores, a convocação foi um reconhecimento ao trabalho do atleta, um dos destaques do clube na temporada.Veja também: Adriano é a novidade na convocação da seleção brasileira Dunga antecipa convocação de Kaká para Jogos Olímpicos "Ele é diferenciado e vem mostrando isso nos jogos. Só dependia de si mesmo para voltar à seleção", disse o meia Hugo, que destacou a importância do bom ambiente para a recuperação do jogador. "A parte psicológica é muito importante. Quando a cabeça está boa, o futebol flui.O volante Zé Luis vibrou com o retorno do atacante. "É muito bom vê-lo novamente sendo chamado para a seleção", disse o jogador, que se lembra de forma especial de uma partida do companheiro com a camisa amarela."Aquele gol que ele fez contra a Argentina aos 45 do segundo tempo na final da Copa América eu não vou esquecer nunca. Estava em Salvador com minha família e vibramos demais", relembrou Zé Luis, referindo-se ao torneio que faz Adriano firmar-se na seleção brasileira.FELIZEm sua primeira entrevista coletiva após a convocação para a seleção, Adriano mostrou felicidade. "Estou feliz pela convocação. Trabalhei muito e o Dunga pode confiar em mim. Eu farei de tudo pela seleção."Sobre sua recuperação psicológica e física, que era seu objetivo no São Paulo, Adriano deixou claro: "Eu estou muito bem. Estou recuperando, mas o desafio, agora, é manter. Tenho que trabalhar ainda mais para manter a forma  e a cabeça no lugar."RETORNOApesar de dizer que está feliz no São Paulo, Adriano deixou claro, mais uma vez, que pretende voltar à Inter de Milão ao término de seu contrário por empréstimo junto ao São Paulo. "Eu pretendo voltar para a Inter de Milão. Ainda não entraram em contato comigo [dirigentes do clube italiano], mas isto é por causa do fuso horário, pois eu sei que eles estão vendo o que faço no São Paulo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.