Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Colo-Colo confia em 'especialistas' para surpreender Palmeiras no Chile

Com conhecimento sobre futebol brasileiro, nomes como Maldonado e Valdivia são apostas dos chilenos na Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

20 de setembro de 2018 | 05h00

O Colo-Colo se respalda em um grupo de especialistas em futebol brasileiro e conhecedores do Palmeiras para conseguir nova proeza na Copa Libertadores. Na abertura das quartas de final, às 21h45, no Estádio Monumental, em Santiago, o time chileno se apoia nas informações sobre o rival alviverde para tentar eliminar mais um brasileiro da competição. O jogo de volta será no dia 3 de outubro, no Allianz Parque.

Classificado às oitavas de final com a pior campanha, o atual campeão chileno eliminou o Corinthians na fase anterior e carrega essa experiência para o novo confronto. O Palmeiras, time com 100% de aproveitamento como visitante no torneio, impõe respeito, porém tem pontos fortes bastante conhecidos pelo Colo-Colo.

O meia chileno Valdivia e o atacante paraguaio Barrios, dois titulares do Colo-Colo, tiveram passagens vitoriosas pelo Palmeiras e conhecem vários jogadores do elenco atual. "Passamos anos esperando para chegar às quartas de final. É uma alegria e um orgulho estarmos aqui", afirmou Barrios. Desde 1997 o clube não chegava tão longe no torneio.

Além dos dois, o grupo no Colo-Colo de conhecedores do futebol brasileiro é amplo. Os reservas Pavez e Fierro registram passagens recentes por Atlético-PR e Flamengo, respectivamente. Os dois tiveram oportunidades de enfrentar o Palmeiras e conheceram alguns dos jogadores rivais.

No banco de reservas está a principal fonte de informações sobre o adversário. O auxiliar técnico é Claudio Maldonado, ex-volante com passagens por times como Flamengo, São Paulo, Cruzeiro, Corinthians e Santos. O treinador também passou pelo Brasil. O ex-atacante Héctor Tapia atuou pelo Cruzeiro na temporada 2004.

O Colo-Colo não faz jogos oficiais há 18 dias e durante esse intervalo se dedicou a estudar e se preparar para enfrentar o Palmeiras. Ciente do trabalho do adversário, o time alviverde considera ser importante não focar as preocupações apenas em jogadores específicos do time chileno, como Valdivia.

"Não é só com alguns jogadores que precisamos ter preocupação, mas com o time todo do Colo-Colo. É uma grande equipe, está fazendo uma grande Libertadores. Não podemos ter preocupação só com um jogador", disse nesta quarta-feira o meia Bruno Henrique.

A equipe dirigida por Luiz Felipe Scolari fechou a preparação em atividade no CT do Universidad de Chile. A escalação não deve ter surpresas. Com o desfalque do volante Felipe Melo, suspenso, Thiago Santos é a única mudança em relação ao time que tem atuado em compromissos da Libertadores.

Aliás a expulsão que teve como consequência a suspensão do volante foi tema de conversas no clube. Felipe Melo recebeu o cartão vermelho aos três minutos do jogo com o Cerro Porteño. 

O episódio ficou como alerta para o Palmeiras evitar descontrole emocional contra um adversário experiente. Sete titulares do Colo-Colo têm mais de 30 anos. "Precisamos tomar bastante cuidado. Mas tenho certeza de que manteremos o foco. Nosso time também é experiente, sabe jogar esse tipo de jogo", afirmou Bruno Henrique.

FICHA TÉCNICA

COLO-COLO X PALMEIRAS

COLO-COLO: Orión; Zaldivia, Barroso e Insaurralde; Opazo, Baeza, Carmona, Pérez e Valdivia; Paredes e Barrios. Técnico: Héctor Tapia.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antonio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Moisés; Willian, Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Juiz: Andrés Cunha (URU). 

Local: Monumental David Arellano

Horário: 21h45

Na TV: Globo, Fox Sports e SporTV

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.