Colômbia inicia Eliminatórias apreensiva

A participação da Colômbia nas Eliminatórias para a Copa de 2006 já é motivo de apreensão - antes mesmo da estréia. Torcedores temem fiasco semelhante ao da fase de classificação para o Mundial do ano passado, em que o time não obteve vaga. Os representantes da América do Sul foram Argentina, Uruguai, Paraguai e Equador, além do campeão Brasil.O receio de nova decepção aumentou depois da discreta participação colombiana na Copa Ouro, nos EUA e no México, e do amistoso de quarta-feira com a Eslováquia. O jogo terminou com empate de 0 a 0 e decepcionou as 20 mil pessoas que pagaram ingresso para ir ao estádio Shea, em Nova York.O técnico Francisco Maturana não é tão pessimista. Ele admitiu falhas, mas acredita em mudança de comportamento a partir do duelo do dia 7, contra o Brasil, em Barranquilla. A base é semelhante à da Eliminatória anterior, mas a aposta se concentra em alguns jogadores, como o zagueiro Ivan Córdoba (Inter de Milão), o centroavante Preciado (Cáli) e principalmente Aristizábal, um dos destaques do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro.O retrospecto da Colômbia não anima, mesmo com o otimismo de Maturana. Na Copa Ouro, houve vitória apertada sobre a Jamaica (1 a 0), empate com a Guatemala (1 a 1) e derrota para o time pré-olímpico do Brasil (2 a 0). Não há previsão de novas partidas antes do confronto no estádio de Barranquilla.O Equador, rival brasileiro no dia 10, em Manaus, também está em fase final de preparação. No meio da semana, ganhou da Guatemala por 2 a 0 e causou boa impressão. O técnico colombiano Hernan Darío Gomez terá a partir de segunda-feira o grupo principal para concentração total.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.