Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Colômbia segura o Brasil: 0 a 0

A seleção brasileira decepcionou. Jogou mal, não conseguiu furar a retranca da lanterna Colômbia e ficou no 0 a 0, nesta quarta-feira à noite, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Mesmo assim, o Brasil manteve a liderança isolada das Eliminatórias para a Copa de 2006, agora com 20 pontos - os colombianos passaram a ter 10. Ficou com o primeiro lugar, mas não escapou das vaias dos alagoanos.A seleção não encantou em nenhum momento. Não jogou no primeiro tempo. Foi um time lento, que se arrastou impotente diante da boa marcação colombiana. Apenas nos dez minutos iniciais o Brasil mostrou apetite. Não por acaso, o melhor lance aconteceu aos 9: um chute de Alex, na entrada da grande área, que Calero quase aceitou.Depois desta "ousadia" de Alex, o time pentacampeão pouco fez. Não usou a força dos laterais Cafu e Roberto Carlos, nem teve lucidez com os meias Renato e Zé Roberto.Para complicar ainda mais, Alex e Ronaldinho Gaúcho não deram velocidade na saída de bola. Sobrou para Ronaldo resolver. Encaixotado entre pelo menos quatro zagueiros e sofrendo faltas quando conseguia clarerar o lance, ele também não brilhou.A Colômbia também não correu risco e colaborou para o jogo ficar mais chato do que se esperava. De posse de bola, eles tocavam devagar e sempre comendo preciosos minutos. Tudo muito burocrático, sem nenhuma emoção.Quem sofreu foi a torcida alagoana, que, empolgada desde o início da noite, foi perdendo o pique com o marasmo da seleção. E no final da partida, frustrada com o 0 a 0, chegou a vaiar o time pentacampeão.Caberia ao técnico Carlos Alberto Parreira mudar o curso do jogo. Na volta para o segundo tempo, ele não mexeu no time. A Colômbia também não. Os jogadores é que deveriam mudar de atitude. Não mudaram. Até os 13 minutos, quando ele resolveu trocar Magrão por Elano e Alex por Adriano.Cinco minutos depois das trocas no Brasil, Grisales errou na virada de jogo. Adriano disputou o lance com o goleiro Calero e a bola sobrou para Ronaldo. Mas ele perdeu o gol feito.Os colombianos se animaram. Conseguiram um gol com Yepes, mas o árbitro não deu, alegando impedimento. A resposta da seleção foi imediata. De um rebote de escanteio, Ronaldinho Gaúcho chutou para o gol e a bola enroscou em Adriano na pequena área. Ele girou e chutou forte. A bola bateu no travessão e caiu meio metro dentro do gol, aos 25 minutos. O árbitro fingiu que não viu o gol claro do Brasil.A seleção brasileira criou mais duas boas chances de gol, mas não conseguiu marcar. Bom para a Colômbia, que conseguiu um ponto precioso em Maceió.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2004 | 23h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.