Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Colombiano Mendoza conquista o técnico Tite e os corintianos

Em poucos treinos, jogador já deixou o paraguaio Romero para trás e hoje é o reserva imediato de Emerson Sheik

Raphael Ramos, Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2015 | 07h33

Bastaram 45 minutos contra o Colônia para Steven Mendoza impressionar Tite. O treinador do Corinthians está bastante empolgado com o colombiano, contratado do Chennaiyin, da Índia, e completamente desconhecido do público brasileiro. "É um jogador agressivo, que tem muita velocidade. No um contra um, é muito forte", avaliou.

Em poucos treinos, Steven Mendoza, de 22 anos, já deixou o paraguaio Romero para trás e hoje é o reserva imediato de Emerson na função de segundo atacante, aquele que joga pelas laterais, enquanto que Guerrero fica centralizado. O desafio de Tite agora é decidir em qual faixa do campo o colombiano vai atuar. "Nós precisamos ver em qual posição ele pode render mais e os jogos vão nos mostrar isso. Ele pode ser mais agudo, fazer a transição ou a armação das jogadas. Também vamos ver a qual lado do campo ele se adapta melhor".

Fora de campo, Steven Mendoza tem se adaptado de maneira surpreendente ao Corinthians e virou um dos jogadores mais queridos do elenco por causa do seu jeito carismático. Na chegada da delegação aos Estados Unidos, na semana passada, coube a ele ajudar Gil na hora de passar pela imigração. Sem falar inglês ou espanhol, o zagueiro não conseguia se comunicar e, então, Mendoza tratou de conversar com o oficial do governo norte-americano para atuar como "tradutor". A solidariedade do atacante chamou a atenção dos demais jogadores.

Com fama de "bad boy" na Colômbia, o atacante abandonou a rebeldia depois que se casou. A mulher, inclusive, está grávida do segundo filho, que vai nascer em São Paulo.

Companheiro de quarto de Mendoza na concentração, Guerrero diz que o colombiano está muito empolgado com a oportunidade de jogar no Corinthians e quer fazer história no clube. "Ele é muito curioso, está sempre perguntando como são os jogos no Brasil, se não intensos e com muita velocidade. Tento falar com ele e passar algumas dicas. Mendoza é um menino, ainda está se adaptando, mas é um grande jogador".

Apesar de ter ficado pouco tempo na Índia, de setembro a dezembro de 2014, e de ter disputado um campeonato de baixo nível técnico, o atacante conquistou muitos fãs no país. Zico, técnico do FC Goa, por exemplo, elogia bastante o colombiano. Mas quem enche mesmo a boca para falar de Mendoza é o italiano Marco Materazzi, que foi o seu treinador no Chennaiyin.

Ele considera o atacante um "fora de série" e diz que em sua longa trajetória no futebol viu poucos jogadores com o arranque de Mendoza. Tem gente que, guardadas as devidas proporções, compara o seu estilo ao do galês Gareth Bale, do Real Madrid.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansTiteMendoza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.