Colorido, Palmeiras ainda festeja

Jogadores com os cabelos pintados e um animado rachão marcaram a reapresentação do Palmeiras, nesta terça-feira, após a conquista do título da Série B do Campeonato Brasileiro. A preocupação com a escalação titular deu lugar a brincadeiras entre os integrantes da equipe, que volta a campo sábado à tarde, contra o Botafogo, no Palestra Itália.A tensão que marcou a participação do clube ao longo do ano definitivamente é coisa do passado. "Agora que o campeonato acabou, tudo é festa. Sou campeão da Série B, assim como o Lacraia, o Repolho e o Simpson", brincou Lúcio, referindo-se a Edmílson, André e Diego Souza, todos de visual novo.Edmílson e André pagaram uma promessa feita antes do embarque para Garanhuns, onde o Palmeiras venceu o Sport por 2 a 1, no sábado passado, em vitória que garantiu o título da Série B: pintaram o cabelo de branco e verde, respectivamente. Lúcio e Elson foram mais discretos e limitaram-se a fazer luzes. Já Magrão preferiu deixar a cabeça prateada."O Magrão é tão branco que, com esse cabelo prateado, parece até que está careca", disse o lateral Lúcio. Sem se importar com as provocações, o volante fez questão de dizer que "demos muitas risadas quando o Picerni iniciou a preleção de hoje dizendo que a partida contra o Botafogo será a mais importante de nossas vidas."O clima de amistoso que cerca o jogo contra o Botafogo, em que o Palmeiras dará a volta olímpica, fica muito claro nas declarações dos jogadores. "Acho que vamos jogar com muita naturalidade, como se fosse um dois toques. O Palmeiras, porém, tem obrigação de encerrar sua participação com chave de ouro para alegrar a torcida que, com certeza, vai lotar o Palestra", afirmou Lúcio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.