Com 1 a mais em campo, América-MG vira em cima do América-RN

Com 1 a mais em campo, América-MG vira em cima do América-RN

Depois de expulsão de Neto, equipe mineira consegue vencer por 2 a 1 com gols marcados por Gilson e André Girotto no Independência

Estadão Conteúdo

24 de outubro de 2014 | 21h37

Depois de sofrer um gol no começo do jogo e passar por apuros, o América-MG conseguiu em apenas três minutos virar um jogo que parecia perdido contra o homônimo América-RN, nesta sexta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela abertura da 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O visitante atuou desde os 39 minutos com um jogador a menos, pela expulsão de Neto, e no final não suportou a pressão.

Com esta vitória, o time mineiro passa a ter 48 pontos, em sexto lugar, encostando no G4 - o grupo de acesso, com nove jogos sem perder. Do outro lado, o time potiguar, que vinha de vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, segue dentro da zona de rebaixamento, com 33 pontos, na 18.ª colocação.

Os dois times começaram o jogo em situações opostos. O América da casa com a intenção de vencer para ainda sonhar com o acesso, enquanto que o América visitante preocupado em deixar a zona de rebaixamento. Mas o clube potiguar surpreendeu por marcar mais à frente e jogar de igual com o mandante.

Tanto que aos 12 minutos o time potiguar abriu o placar. Daniel Costa roubou a bola de Pablo e lançou em diagonal para Emerson. Ele entrou na área e bateu cruzado e no alto. Um belo gol, comemorado em silêncio, de joelhos e com os dedos indicadores apontados para o céu. "Agradeço a Deus porque lutei muito", comentou o goleador, que há dois meses estava no clube, mas só agora estreou. E não marcava gol desde o ano passado, quando defendia o Oeste, de Itápolis (SP).

Depois disso, o América-MG pressionou em busca do empate. Mas levou um susto aos 20 minutos, quando Daniel Costa arriscou de fora da área e João Ricardo voou no ângulo esquerdo para mandar a escanteio. Na pressão, o time mineiro reclamou de um pênalti aos 33, em um chute de Tchô que tocou no braço do zagueiro Cléber.

No minuto seguinte, após escanteio, o zagueiro Vitor Hugo testou forte e a bola explodiu na trave direita de Andrey. O goleiro também fechou o ângulo de Vitor Hugo que apareceu livre na área, após um desvio de cabeça de costas de Obina. O visitante ficou com um jogador a menos aos 39, quando Neto cometeu falta por trás em Gilson e foi expulso porque antes já tinha sido punido com cartão amarelo. Aos 44, Willians invadiu a área pelo lado direito e caiu reclamando uma falta por trás de Wanderson.

No segundo tempo, o time potiguar voltou com o volante Fabinho no lugar do meia Daniel Costa, em uma recomposição da marcação. Aos 10 minutos, o técnico Roberto Fernandes fechou ainda mais seu time ao tirar o atacante Emerson para a entrada do zagueiro Roberto Dias.

Depois disso, só deu a lógica: um América, o mineiro, pressionando, e o outro América, o potiguar, só se defendendo. O técnico Givanildo Oliveira não soube tirar proveito da vantagem numérica, mas acabou dando sorte com a entrada do experiente Mancini, recuperado de lesão muscular, no lugar de Tchô. Dos pés dele saíram os gols da virada mineira.

Aos 34 minutos, Mancini desceu pela direita e cruzou rasteira para a pequena área, onde Gilson se esticou e desviou para as redes. Três minutos depois, Mancini cobrou escanteio com efeito e o grandalhão Andrei Girotto se antecipou à defesa para desviar de cabeça no canto direito de Andrey. Não havia mais como o visitante reverter o placar.

Pela 33.ª rodada, no outro sábado, dia 1.º de novembro, o América-MG vai atuar fora contra o ABC, às 17h20 (de Brasília), em Natal, no estádio Frasqueirão. No mesmo dia, um pouco mais cedo, às 17 horas, o América-RN vai ao Recife para enfrentar o Santa Cruz.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 x 1 AMÉRICA-RN

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Pablo, Adalberto, Vitor Hugo e Raul; Leandro Guerreiro, Andrei Girotto, Tchô (Mancini) e Gilson; Willians (Bruninho) e Obina (Rubens). Técnico: Givanildo Oliveira.

AMÉRICA-RN - Andrey; Walber, Cléber, Lázaro e Wanderson (Alekito); Judson, Fábio Braga, Neto e Daniel Costa (Fabinho); Emerson (Roberto Dias) e Isac. Técnico: Roberto Fernandes.

GOLS - Emerson, aos 12 minutos do primeiro tempo; Gilson, aos 34, e Andrei Girotto, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Andrei Girotto e Leandro Guerreiro (América-MG); Judson, Fabinho e Emerson (América-RN).

CARTÃO VERMELHO - Neto (América-RN).

ÁRBITRO - Antônio Neuriclaudio Costa (AC).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BAmérica-MGAmérica-RN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.