Com 11 jogadores importados, Guiné Equatorial vence

A seleção de Guiné Equatorial pode ser chamada de tudo, menos de seleção de Guiné Equatorial. Neste domingo, a equipe contou com quatro brasileiros e quatro espanhóis entre os titulares para vencer Cabo Verde, por 4 a 3, pela terceira rodada das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo de 2014.

AE, Agência Estado

24 de março de 2013 | 15h17

Entre os jogadores de Guiné Equatorial estão Danilo, goleiro do Serra Talhada-PE, Willian, defensor do Grêmio Osasco, Rincón, meia do Itabaiana, e Ricardinho, atacante do São Bernardo. Além deles, o time tinha quatro espanhóis, um liberiano, um marfinense e um colombiano. Ou seja: nenhum jogador nascido no país que eles representam.

Os três primeiros gols de Guiné Equatorial no jogo foram marcados por Nsue, jogador espanhol, nascido em Palma de Maiorca, que é titular do Mallorca na primeira divisão espanhola. Foi a estreia dele por seu novo país. Ele defendeu a Espanha no Mundial Sub-20 de 2009. A Fifa não informou quem fez o quarto gols, já nos acréscimos.

A seleção mais importada do futebol mundial chegou a quatro pontos no Grupo B das Eliminatórias Africanas, mas a liderança é da Tunísia, que venceu Serra Leoa por 2 a 1, mais cedo.

Em Kumasi, Gana confirmou todo o seu favoritismo e venceu o Sudão por 4 a 0, assumindo a liderança do Grupo D, com seis pontos. A Zâmbia, que ficou no empate em 1 a 1 com Lesoto, tem quatro pontos, assim como o Sudão. Lesoto é o lanterna, com dois.

Pelo Grupo C, o mesmo da Costa do Marfim, Marrocos perdeu para a Tanzânia por 3 a 1, fora de casa, e ficou ainda mais distante de vir ao Brasil. Os marfinenses lideram com sete pontos, contra seis dos tanzanianos e dois dos marroquinos.

A Etiópia assumiu a liderança do Grupo A ao vencer Botsuana por 1 a 0, chegando aos sete pontos. Com isso, deixou para trás a favorita África do Sul, que tem cinco. No Grupo G, Moçambique e Guiné empataram sem gols e abriram caminho para o Egito, que pega o Zimbábue na terça, disparar.

Mali contou com um gol de Traoré para fazer 2 a 1 em Ruanda, fora de casa, e chegar ao primeiro lugar do Grupo H, com seis pontos. Benin, que tem quatro, visita a Argélia na terça. A Libéria é a nova líder do Grupo J, depois de fazer 2 a 0 em Uganda e chegar aos sete pontos, passando Senegal. Por fim, Congo e Líbia ficaram no 0 a 0 e permitiram a Camarões manter a liderança do Grupo I.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.