Vagner Grigorio / Imperatriz
Vagner Grigorio / Imperatriz

Com 13 jogadores com coronavírus, Imperatriz tenta adiar mais um jogo da Série C

Equipe já não atuou na rodada inicial da Série C por causa do surto de covid-19 no elenco

Redação, Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2020 | 22h26

O Imperatriz tenta junto à CBF adiar novamente sua estreia na Série C do Campeonato Brasileiro. Com 13 jogadores e um membro da comissão técnica com covid-19, o clube acionou a entidade e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para conseguir postergar o duelo contra o Jacuipense, marcado para este sábado, às 17 horas, no estádio Frei Epifânio.

A CBF aguarda o resultado da contraprova para se pronunciar sobre o caso. A entidade, até a noite desta terça-feira, não fez qualquer mudança na data da partida. Como os jogadores vinham treinando normalmente, é possível que o número de contaminados aumente. Pelo mesmo motivo, o time maranhense teve seu duelo contra o Treze, válido pela primeira rodada, no último final de semana, adiado.

Temendo um possível W.O., o Imperatriz vem traçando um plano B caso a resposta da CBF seja negativa. O elenco conta com oito jogadores que não testaram positivo para o novo coronavírus. Sendo assim a diretoria tenta inscrever os oito reforços, que sequer iniciaram treinamento com o restante do time, a tempo para o jogo contra o Jacuipense.

O Imperatriz é apenas mais um time com surto de covid-19 em seu elenco. No Brasileirão, o Goiás precisou adiar seu jogo contra o São Paulo por conta de dez casos da doença em sua equipe. Na Série B, o CSA conseguiu o adiamento do confronto contra Chapecoense pelo mesmo time. No time de Alagoas, são 18 contaminados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.