Peter Dejong/AP
Peter Dejong/AP

Com 15 desfalques, Holanda e Alemanha fazem amistoso cheio de rivalidade

Treinadores se provocaramm antes da partida: Fifa registra 39 jogos entre as seleções, com vantagem para a Alemanha

Beatriz Farrugia, especial para o Estadão, O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2012 | 19h50

SÃO PAULO - Alemanha e Holanda se enfrentam nesta quarta-feira, em Amsterdã, em partida amistosa que será marcada ao todo por 15 desfalques. Por outro lado, o encontro ganhou destaque na imprensa internacional pela troca de insultos entre os treinadores.

O treinador holandês, Louis Van Gaal, teria dito em entrevista que Joachim Low, técnico alemão, ganhou poucos títulos com a seleção do país. Low, por sua vez, retrucou afirmando que o mais importante é conseguir se classificar para as competições, aludindo ao desempenho de Van Gaal, que falhou na tentativa de classificar a seleção para a Copa do Mundo de 2002, por exemplo.

Neste quarta-feira a Alemanha não terá nove de seus principais jogadores, entre eles Mesut Özil, Bastian Schweinsteiger e Miroslav Klose. Já os holandeses sofrerão com seis ausências, como as de Wesley Sneijder e Robin van Persie. Certo mesmo é que a partida colocará frente a frente duas das mais tracionais e respeitadas bandeiras do futebol internacional. A última vez que Holanda e Alemanha se enfrentaram foi no dia 13 de junho, em jogo válido pela primeira fase da Euro-2012. Na ocasião, a Alemanha venceu por 2 a 1, consolidando seu histórico de vitórias sobre a rival.

 

Ao todo, a Fifa registra 15 vitórias da Alemanha, 10 da Holanda e 14 empates ao longo de 39 jogos. Dessas partidas, aepnas três ocorreram em Mundiais: 1990, na Itália; 1978, na Argentina; e em 1974, na Alemanha. Foi na Copa do Mundo de 1974 que a Holanda despontou e revolucionou o futebol mundial ao apresentar um sistema de jogo sem posição definida, criado pelo lendário Rinus Michels e que ficou conhecido como “Carrossel Holandês”. Foi também nesse Mundial que Johann Cruyff brilhou na com a camisa laranja.

 

Apesar disso, a seleção holandesa foi derrotada por 2 a 1 na final pela Alemanha, que levou a taça jogando em casa. O território alemão daria sorte para a Holanda 14 anos mais tarde. Após derrotar a seleção alemã nas semifinais e a União Soviética nas finais, a Holanda conquistaria a Europa de 1988, um de seus principais títulos até hoje.

VEJA O RESUMO DO CONFRONTO

Jogos: 39

Vitórias da Holanda: 10

Vitórias da Alemanha: 15

Empates: 14

Gols da Holanda: 64

Gols da Alemanha: 77

EM COPAS

Jogos: 3

Vitória da Holanda: 0

Vitória da Alemanha: 2

Empates: 1

Gols da Holanda: 4

Gols da Alemanha: 6

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.