Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Com 2 de Danilo e golaço de Otero, Atlético-MG vence Tombense em Muriaé

Venezuelano sai do banco para marcar o terceiro gol e dar números finais ao jogo

Leandro Silveira, Estadão Conteudo

04 Fevereiro 2017 | 19h34

O setor ofensivo do Atlético-MG funcionou bem neste sábado. Com um time modificado pelo técnico Roger Machado, o time não encontrou dificuldades para superar o Tombense por 3 a 0, neste sábado, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro, com dois gols do estreante Danilo Barcelos, autor da assistência para o golaço de Otero no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé.

O resultado positivo levou o Atlético aos seis pontos, na liderança do Campeonato Mineiro. Já o Tombense está com três pontos, em sexto lugar. O próximo jogo do time da capital será na quinta-feira, no Independência, contra o Joinville pela Primeira Liga. Depois, receberá o Uberlândia, no mesmo local, pelo Estadual - um dia antes, o Tombense receberá em Tombos o Tricordiano.

Após ver o Atlético produzir pouco nas estreias no Campeonato Mineiro e na Primeira Liga, diante de América de Teófilo Otoni (1 a 0) e Cruzeiro (0 a 1), respectivamente, o técnico Roger Machado decidiu alterar a formação do time neste sábado. E a estratégia deu certo.

Roger optou por sacar Otero e Maicosuel, promovendo as entradas de Danilo Barcelos e Pratto, que teve a companhia de Fred no campo de ataque, algo desejado por boa parte da torcida, deixando de lado o esquema tático 4-2-3-1. Só que o grande destaque da partida foi o polivalente lateral-esquerdo ao marcar dois gols no primeiro tempo - Otero, que entrou na etapa final, completou o placar.

O JOGO

O Tombense não conseguiu nem conter o ímpeto inicial atleticano, que logo abriu o placar. Aos três minutos, após cobrança de escanteio, Fred cabeceou fraco, Felipe Santana tentou finalizar e a bola ficou livre para Danilo, que foi rápido na disputa com um adversário para empurrar a bola às redes.

Em desvantagem, o Tombense se lançou ao ataque, tentando marcar a saída de bola atleticana. Mas isso também deu mais espaços ao setor ofensivo do adversário, que quase ampliou a vantagem aos 23 minutos, quando Fred não conseguiu concluir uma bela tabelinha com Fred.

Na sequência, o Atlético, já com escassez de volantes no seu elenco, perdeu Yago, lesionado e substituído por Ralph. E quase viu o Tombense empatar o placar num lance de decisão difícil e polêmica da arbitragem, que invalidou gol de cabeça de Daniel após cobrança de escanteio por considerar que o jogador estava impedido - a impressão, no entanto, era de que Felipe Santana dava condições ao adversário.

Mas a superioridade técnica do Atlético era clara, com o time conseguindo criar várias chances de gol. O goleiro Darley, revelado pelas divisões de base do clube, fez boas defesas em finalizações de Ralph e Fred, mas não conseguiu impedir o segundo gol.

E ele surgiu aos 44 minutos, em uma incursão de Gabriel pelo ataque. O zagueiro cruzou rasteiro da lateral direita para Danilo, que completou de primeira para as redes, marcando o segundo gol no seu jogo de estreia pelo Atlético, clube que foi carrasco na final do Campeonato Mineiro de 2016, quando fez os três gols do América nas partidas decisivas.

Com a boa vantagem da etapa inicial, o Atlético diminuiu o ritmo no segundo tempo. Ainda assim, aos 14 minutos, marcou um belo gol, com um jogador que havia iniciado o duelo no banco de reservas. Foi Otero, que recebeu longo lançamento e Danilo, dominou a bola e bateu de três dedos, encobrindo Darley e marcando um golaço.

 


Depois disso, o jogo esfriou de vez. Cazares teve duas oportunidades de marcar, mas não teve êxito, assim como Pratto parou em Darley, enquanto Giovanni fez duas boas defesas em um mesmo lance, evitando que o Tombense reagisse. Assim, o Atlético assegurou a sua segunda vitória no Campeonato Mineiro.

Mais conteúdo sobre:
Atlético-MG futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.