Wilton Junior|Estadão
Wilton Junior|Estadão

Com 2 de Guerrero, Fla derrota Botafogo e encara o Flu na final do Carioca

Rubro-Negro faz 2 a 1 sobre o Alvinegro, no Maracanã

Estadão Conteúdo

23 de abril de 2017 | 18h58

O torcedor do Rio de Janeiro terá mais uma final de Fla-Flu para apreciar no Campeonato Carioca. Na tarde deste domingo, no Maracanã, com pouco mais de 20 mil torcedores, o Flamengo usou da experiência e do seu elenco para conseguir uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo na semifinal da competição.

O resultado coloca o time do técnico Zé Ricardo na final contra o Fluminense, que eliminou o Vasco no sábado ao vencer por 3 a 0. O time rubro-negro poderia obter a classificação já com um empate, porque fizera a melhor campanha geral durante os dois turnos - Taça Guanabara e Taça Rio -, mas Paolo Guerrero não se conteve e marcou duas vezes para garantir a vitória.

Do outro lado, o Botafogo entrou em campo com os seus titulares, apesar de alternar escalações entre titulares e reservas nos últimos jogos do Estadual, por causa do foco na Copa Libertadores.

E, com força máxima em campo, o Botafogo pouco assustou o Flamengo no primeiro tempo. A melhor chance do clássico surgiu aos 35 minutos de jogo. Depois de cruzamento de Willian Arão, a bola sobrou para Guerrero, que chutou rasteiro e Gatito Fernandez defendeu. O time da Gávea ainda teve um gol bem anulado. Após lançamento, Gabriel deslocou o goleiro, mas estava em posição de impedimento.

O Flamengo foi mais incisivo no segundo tempo. Com boa posse de bola, não demorou a abrir o placar. Aos quatro minutos, Trauco levantou na área e Victor Luis conseguiu afastar. Na sobra, Guerrero acertou uma bela finalização de primeira e venceu Gatito Fernandez.

Precisando encontrar soluções, o técnico Jair Ventura apostou nas entradas de Guilherme e Sassá no Botafogo. De imediato, não surtiu efeito e o Flamengo fez mais um gol. Aos 20 minutos, Everton arriscou o chute e João Paulo praticamente fez uma defesa com a mão dentro da área. Na cobrança do pênalti, Guerrero mais uma vez deixou a sua marca.

O bom resultado acomodou o time de Zé Ricardo no campo de defesa. Com isso, o Botafogo passou a mandar no jogo, mas só conseguiu diminuir aos 43 minutos. Sassá recebeu dentro da área e foi derrubado por Réver. Na cobrança da penalidade, o mesmo atacante deslocou Alex Muralha e balançou as redes. Não dava tempo para reverter a situação.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 x 1 BOTAFOGO

FLAMENGO - Alex Muralha; Pará, Rafael Vaz, Réver e Trauco; Márcio Araújo, Romulo (Berrío), Willian Arão e Gabriel (Mancuello); Paolo Guerrero e Everton (Renê). Técnico: Zé Ricardo.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Fernandes, Emerson Silva, Joel Carli e Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Gilson), João Paulo, Dudu Cearense (Guilherme) e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá).Técnico: Jair Ventura.

GOLS - Paolo Guerrero, aos 3 e 20 (pênalti), e Sassá (pênalti), aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Mancuello, Paolo Guerrero e Everton (Flamengo); Joel Carli e Camilo (Botafogo).

ÁRBITRO - Leonardo Garcia Cavaleiro.

RENDA -R$ 974.080,00.

PÚBLICO - 17.140 pagantes (20.854 no total).

LOCAL - Estádio Maracanã, em Rio de Janeiro (RJ).

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.