Com 2 de Messi, Barcelona goleia o Napoli em amistoso

Como está virando costume nos últimos tempos, o Barcelona mostrou seu belo jogo coletivo e não teve pena de seu adversário em campo. Nesta segunda-feira, a vítima da vez foi o Napoli, que sofreu uma goleada por 5 a 0, no estádio Camp Nou, em Barcelona, na disputa pelo Troféu Joam Gamper - amistoso realizado todo início de temporada pelo clube catalão contra uma equipe de outro país.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2011 | 17h48

A partida contra os italianos foi a última do atual vencedor da Liga dos Campeões da Europa antes da decisão da Supercopa da Europa, que será realizada na próxima sexta, em Montecarlo, no Principado de Mônaco, contra o Porto, de Portugal, atual campeão da Liga Europa. Já o Napoli deve fazer a sua estreia no Campeonato Italiano no próximo domingo contra o Genoa, em Nápoles, caso não seja confirmada uma greve dos jogadores do país.

Antes do duelo, os jogadores do Barcelona foram apresentados um a um para a torcida que lotou o Camp Nou. Ao final, o técnico Josep Guardiola fez um breve discurso e o seu auxiliar Tito Vilanova foi ovacionado por causa de seu envolvimento em uma confusão com o português José Mourinho, técnico do Real Madrid, no final da decisão da Supercopa da Espanha, na semana passada.

Em campo, o Barcelona começou com uma mescla de titulares e reservas - Messi, Xavi, Mascherano, Valdés e Pedro, por exemplo, iniciaram no banco. Nos primeiros minutos, até houve um certo equilíbrio e o Napoli levou perigo ao gol do reserva português Pinto. Tanto que o centroavante uruguaio Cavani, campeão da última Copa América, fez um golaço de bicicleta, mas o lance já havia sido anulado pouco antes com um impedimento do eslovaco Hamsik.

Aos 26 minutos, o ataque do Barcelona começou a funcionar. Em jogada do brasileiro Adriano pela esquerda, a bola cruzou toda a área do Napoli e encontrou Fàbregas livre na pequena área. O espanhol, recém-contratado do Arsenal, só teve o trabalho para tocar para as redes e comemorar o seu primeiro gol após sua volta ao clube catalão. Cinco minutos depois, jogada pelo meio da defesa napolitana e Keita apareceu livre na área para tocar de cabeça e encobrir o goleiro Marco de Sanctis para fazer o segundo.

Na segunda etapa, novamente o Napoli tentou levar algum perigo, mas o máximo que conseguiu foi mais um gol de Cavani anulado por impedimento. A partir dos 15 minutos, Guardiola resolveu colocar os titulares que estavam no banco em campo e o que se viu foi mais um show de toque de bola, que envolveu facilmente os defensores do time italiano.

Sem qualquer dificuldade, o Barcelona chegou a mandar quatro bolas na trave do gol de De Sanctis antes de marcar mais três vezes - o primeiro deles de Pedro e os outros dois de Messi - para decretar a goleada por 5 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolamistosoBarcelonaNapoli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.