Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Com dois de Giuliano, Grêmio vence o Avaí e segue folgado no G-4

Meia tem noite de gala na vitória por 3 a 1 sobre os catarinenses

LEANDRO SILVEIRA, Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2015 | 23h09

Mesmo com as atenções divididas com a Copa do Brasil, o Grêmio não deixou de cumprir a sua missão na 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, atuando em casa, a equipe gaúcha venceu o Avaí por 3 a 1 com tranquilidade e se manteve em situação confortável no G4 da competição, além de seguir próximo dos líderes Corinthians e Atlético Mineiro.

Mesmo com desfalques importantes, como Marcelo Oliveira, Pedro Geromel, Maicon, o Grêmio se deu ao luxo de poupar o meia Douglas, mas, ainda assim, conseguiu a vitória neste sábado, com dois gols de Giuliano no primeiro tempo e um golaço do uruguaio Maxi Rodríguez na etapa final - André Lima fez o gol do time visitante.

O triunfo levou o Grêmio aos 51 pontos, em terceiro lugar no Brasileirão, diminuindo a vantagem dos primeiros colocados Corinthians, com 57, e Atlético Mineiro, com 52, que só vão entrar em campo no domingo. Além disso, agora tem nove pontos de vantagem para o primeiro time fora do G4, o São Paulo, que jogará no domingo - na pior das hipóteses, essa vantagem será de sete ao fim da rodada.

A derrota deste sábado freou a boa fase do Avaí, que deixou a zona de rebaixamento com três vitórias seguidas. Mas o time segue perto do grupo dos quatro últimos colocados, pois está em 15º lugar, com 32 pontos e apenas um a mais do que o 17º, a Chapecoense.

O JOGO

Até foi do Avaí o primeiro lance de efeito da partida, com uma frustrada tentativa de bicicleta de Rudinei. Mas logo o Grêmio assumiu o controle da partida, chegando com perigo pela primeira vez aos oito minutos, com um chute de fora da área de Luan, após passe de Giuliano, em mais uma tentativa de longe do atacante, que já havia arriscado assim no primeiro lance do duelo. Mas assim como na sua tentativa inicial, a bola passou por cima da meta defendida por Vagner.

O Avaí até tentou responder também com uma finalização de longe, de Renan Oliveira, mas na sequência o Grêmio abriu o placar. Aos 11 minutos, Pedro Rocha recebeu passe na grande área e rolou para trás. Giuliano, livre, bateu colocado, no canto direito da meta do Avaí.

A partir daí, o Grêmio foi bem superior, encontrando espaços na defesa adversária, como aos 23 minutos, quando marcou o seu segundo gol. Dessa vez, Edinho acionou Giuliano, que deu um belo corte em Antonio Carlos e tocou na saída do goleiro Vagner.

Aproveitando as brechas dadas pelo Avaí, o Grêmio quase chegou ao terceiro gol aos 29 minutos, com Marcelo Hermes, que avançou pelo lado esquerdo, invadiu a área, mas finalizou mal, para fora. Depois, foi o outro lateral do time gaúcho que quase marcou. Dessa vez, aos 39, Galhardo cobrou escanteio fechado, tentando o gol olímpico. Só que a bola saiu por cima do travessão.

Com dificuldades para reagir, o Avaí só conseguiu chegar com perigo já ao fim do primeiro tempo, em uma jogada de bola parada, aos 44, quando Renan Oliveira cruzou para Rudnei, que, na entrada da pequena área, cabeceou para fora. Mas foi muito pouco para ameaçar a vitória parcial do Grêmio.

A boa vantagem, inclusive, levou o time a voltar acomodado para a etapa final, ao contrário do Avaí, que chegou com bastante perigo aos sete minutos, quando Anderson Lopes recebe passe de Everton Silva, driblou Bressan e só não marcou porque chutou fraco, em cima de Marcelo Grohe, desperdiçando uma boa chance.

A diminuição do ritmo acabou cobrando o seu preço ao Grêmio, que acabou sendo vazado após um vacilo defensivo. Aos 19 minutos, André Lima empurrou a bola para as redes após um bate-rebate na grande área do time gaúcho. O atacante, que havia entrado em campo momentos antes, sendo saudado pela torcida do time da casa, evitou comemorar o gol marcado diante da equipe que defendeu entre 2010 e 2013.

O gol do Avaí foi suficiente para o Grêmio mudar a sua postura em campo. O time começou a trocar mais passes no campo de ataque, minimizando riscos ao voltar a ditar o ritmo do confronto. Assim, aos 29 minutos, Giuliano quase marcou o seu terceiro gol na partida. Ele ganhou disputa com Emerson e finalizou, com Vagner fazendo bela defesa.

Mas se não saiu com Giuliano, o terceiro gol gremista foi marcado na sequência. De fora da área, Maxi Rodríguez percebeu que Vagner estava adiantado e bateu colocado, com a bola entrando no ângulo direito: 3 a 1.

O gol pareceu abater de vez o Avaí, tanto que logo depois, aos 33 minutos, Luan aproveitou vacilo da defesa adversária e roubou a bola. Everton, então, tentou driblar o goleiro adversário, mas não teve sucesso. Lance semelhante ocorreu aos 35, com Luan batendo em cima de Vagner. No rebote, Antonio Carlos evitou o gol de Everton.

O Grêmio, porém, não aproveitou os espaços deixados pelo Avaí para ampliar o placar e viu o Avaí chegar com perigo em jogadas aéreas, como aos 37 minutos, quando Antonio Carlos completou para fora, rente à trave direita, um cruzamento de Renan Oliveira.

O final do jogo, então, foi bastante franco, com chances para os dois times. O Grêmio teve boa oportunidade em jogada de velocidade aos 41 minutos, quando Maxi Rodríguez avançou pela esquerda e passou para Everton, que bateu de primeira, para fora. A reposta do Avaí veio na sequência, com um chute de fora da área de André Lima, defendido por Marcelo Grohe.

Depois, aos 48 minutos, em mais um contra-ataque gremista, Vagner fez bela defesa em finalização de dentro da área de Maxi Rodríguez. Assim, a partida terminou com o placar de 3 a 1, favorável ao time gaúcho.

Após a vitória deste sábado, o Grêmio volta as suas atenções para a Copa do Brasil, pois na próxima quarta-feira vai receber o Fluminense no jogo de volta das quartas de final - empatou por 0 a 0 no Rio. Já o próximo compromisso do Avaí será pelo Brasileirão, em 4 de outubro, quando o time vai duelar com o Vasco na Ressacada, pela 29ª rodada. No mesmo dia, o Grêmio visitará o Cruzeiro no Mineirão.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 x 1 AVAÍ

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Rafael Galhardo, Bressan, Erazo e Marcelo Hermes; Walace, Edinho e Giuliano; Luan (Moisés), Bobô (Maxi Rodríguez) e Pedro Rocha (Everton). Técnico: Roger Machado.

AVAÍ - Vagner; Nino Paraíba, Antonio Carlos, Emerson e Romário; Claudinei, Eduardo Neto, Rudnei (Anderson Lopes) e Everton Silva (Roberto); Renan Oliveira e Léo Gamalho (André Lima). Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Giuliano, aos 11 e aos 23 minutos do primeiro tempo; André Lima, aos 18, e Maxi Rodríguez, aos 30 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS - Edinho (Grêmio); Claudinei, Emerson e Eduardo Neto (Avaí).

RENDA - R$ 420.226,00.

PÚBLICO - 13.251 pagantes (15.164 presentes).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.