Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Com 3 gols de estrangeiros e brilho de Jean Mota, Santos vence fácil São Bento

Time da Baixada joga com tranquilidade em Sorocaba e goleia por 4 a 0 antes de clássico San-São

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2019 | 21h46

Visto sob desconfiança nas últimas semanas pela falta de reforços e saída de jogadores importantes, o Santos deu esperança ao seu torcedor nesta quinta-feira. Com um futebol vistoso e um belo repertório ofensivo, o time goleou o São Bento por 4 a 0, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

O time dirigido por Jorge Sampaoli deu vários motivos para o torcedor comemorar. Meia titular neste início de trabalho do argentino, Jean Mota foi às redes pelo segundo jogo seguido e foi importante peça na construção das jogadas. E o paraguaio Derlis González, que chegou a estar com seu futuro incerto, disputou seu primeiro jogo pelo time em 2019 e marcou um golaço. Já o venezuelano Yeferson Soteldo, primeiro reforço a estrear pelo time nesta temporada, entrou no início do segundo tempo e também fez um belo gol, além de ter dado passes perigosos. E o colombiano Copete fechou o placar, com três dos quatro gols tendo sido marcados por estrangeiros. 

Com a vitória, o Santos soma seis pontos, na liderança do Grupo A do Paulistão e chegará ao clássico com o São Paulo, domingo, no Pacaembu, embalado. O São Bento, com um ponto, é o lanterna do Grupo B. E o seu próximo compromisso será na segunda-feira, no Novelli Júnior, contra o Ituano.

O JOGO

O Santos não poderia ter um início de jogo melhor em Sorocaba. Em sua primeira ação ofensiva, logo aos 14 segundos, o time abriu o placar com o gol marcado por Jean Mota, que recebeu passe na entrada da grande área, girou e bateu para as redes, marcando o seu segundo gol em dois jogos no Paulistão.

O gol tão precoce deu ânimo ao Santos. E o time assumiu o controle da partida, se postando no campo de ataque e valorizando a posse de bola, ainda que tenha levado um susto aos 11 minutos, após uma cobrança de escanteio, quando Ewerton Páscoa, ex-jogador do Santos, acertou o travessão ao subir alto e cabecear. Só que o segundo gol santista saiu logo depois. Aos 18, Jean Mota lançou Derlis González, que avançou em velocidade, cortou Diego Ivo e finalizou cruzado para fazer 2 a 0.

Apenas a partir daí o São Bento conseguiu equilibrar a partida. E isso se deu quando o time da casa intensificou as suas ações no setor ofensivo através de jogadas aéreas, quase sempre em lances de bola parada. Na principal delas, Vanderlei fez grande defesa. Foi aos 36 minutos, quando se saiu bem em cabeceio de Alecsandro, após cobrança de falta de Alex Maranhão. Ainda assim, o Santos se manteve no campo de ataque. E poderia até marcado mais vezes em uma atuação que agradou ao seu torcedor.

A partida continuou sob controle do Santos na etapa final, com o time chegando ao campo de ataque com vários jogadores, incluindo o volante Diego Pituca, que deu trabalho ao goleiro Renan aos 13 minutos. O São Bento até tentava responder, mas mal ameaçava a meta de Vanderlei.

E o Santos voltou a marcar aos 24 minutos. O recém-contratado Soteldo, que havia entrado em campo aos nove, deu o seu cartão de visitas ao fazer bela jogada individual. Ele tabelou com Derlis e deu um tapinha por cima de Renan, ampliando a vantagem do Santos em Sorocaba.

Mas não parou nisso. E o Santos ampliou o seu passeio aos 32 minutos com mais um belo gol. Dessa vez, Soteldo lançou Orinho, que cruzou para Copete girar e bater firme, definindo a goleada santista.

FICHA TÉCNICA:

SÃO BENTO 0 x 4 SANTOS

SÃO BENTO - Renan; Edson Ratinho, Ewerton Páscoa, Diego Ivo e Marcelo Cordeiro; Paulinho (Joãozinho), Fábio Bahia, João Paulo e Alex Maranhão (Tiago Luís); Mazola (Eder Luís) e Alecsandro. Técnico: Marquinhos Santos.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota (Copete); Felippe Cardoso (Soteldo) e Derlis González (Kaio Jorge). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Jean Mota, aos 14 segundos, e Derlis González, aos 18 minutos do primeiro tempo. Soteldo, aos 24, e Copete, aos 32 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto.

CARTÃO AMARELO - Diego Pituca (Santos).

RENDA - R$ 317.260,00.

PÚBLICO - 8.619 torcedores.

LOCAL - Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.