Rubens Chiri/ Divulgação
Rubens Chiri/ Divulgação

Com 3 vitórias em 3 jogos, Milton Cruz manterá força máxima

'Pretendo manter a base, e mexer só em imprevisto', avalia o técnico

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2015 | 17h49

O técnico interino Milton Cruz está com 100% de aproveitamento à frente do São Paulo desde que assumiu o comando da equipe há três jogos. Foram duas vitórias no Campeonato Paulista e uma na Copa Libertadores. Para eliminar o Santos do Paulistão neste domingo, na Vila Belmiro, e avançar à final do Estadual, o treinador avisa que não mexerá na equipe e mandará a campo aquilo que tiver de melhor, embora o time tenha pela frente, na próxima quarta, no Morumbi, um clássico decisivo diante do Corinthians pela Libertadores.

"Pretendo manter a base que foi formada, e mexer somente se tiver algum imprevisto. Os jogadores tiveram uma partida difícil no Uruguai, contra o Danubio, mas fizemos trabalhos regenerativos para poder recuperá-los fisicamente", avaliou.

Desde que Milton Cruz assumiu, o São Paulo venceu a Portuguesa (3 a 0), eliminou o Red Bull Brasil (3 a 0) pelas quartas do Paulistão e bateu o Danubio-URU (2 a 1). Apesar da intenção de colocar o que tiver de melhor, o treinador não contará com o volante Souza, suspenso. O ex-santista Wesley deve ser o substituto. O volante afirma que enfrentar uma antiga equipe tem sentimento diferente.

"É sempre bom poder disputar as fases finais de qualquer campeonato, e neste jogo não será diferente. Mas, por toda a história que eu vivi no Santos, tenho certeza de que será especial. Hoje defendo o São Paulo, estou muito feliz aqui, e vou lutar para defender a minha equipe. Quero a vitória para iniciar bem a minha história no clube, porque estamos focados na busca pelo título", afirmou.

O São Paulo visita o Santos às 18h30 deste domingo. Uma vitória por qualquer resultado classifica o time tricolor. Empate leva a decisão para os pênaltis. Na outra semifinal, Corinthians e Palmeiras se enfrentam às 16 horas, em Itaquera.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.