Com 5 baixas, Lopes praticamente define o Atlético-PR

O técnico Antônio Lopes coleciona problemas para escalar o Atlético-PR no confronto desta quarta-feira, contra o Santos, na Arena da Baixada. Ao todo, são cinco desfalques confirmados. Talvez por isso, o treinador já praticamente definiu o time titular no treinamento da manhã desta terça, deixando em aberto apenas quem fará companhia para Wallyson no ataque.

AE, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 18h49

No sistema defensivo, os laterais esquerdos Alex Sandro e Márcio Azevedo ficam de fora. O primeiro por suspensão e o segundo por lesão, assim como os zagueiros Rhodolfo e Chico. Na frente, o atacante Wesley não poderá atuar por força contratual, já que pertence ao Santos e está emprestado ao Atlético.

Na zaga, Lopes revelou que escalará Manoel e Ronaldo. A dúvida permanecia na lateral esquerda, mas o técnico explicou porque escolheu Bruno Costa em vez de Netinho. "A posição de origem dele (Bruno Costa) é lateral, e por isso nós vamos colocá-lo, melhor que improvisar. O Netinho para jogar por lá só com três zagueiros", disse, lembrando que Bruno Costa vinha atuando como zagueiro.

No ataque, porém, Lopes manteve o mistério. Ele está entre Alex Mineiro, que vinha atuando como titular, mas não vive bom momento, e o jovem Patrick, de apenas 19 anos. "Ainda não decidi, não tem essa de preservar", afirmou, se referindo a Alex Mineiro. Já para o lugar de Wesley, Marcinho foi o escolhido pelo treinador atleticano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.