Divulgação
Divulgação

Com a chegada de reforços, jogadores do Palmeiras projetam melhora

No total, o clube paulista já apresentou sete jogadores neste ano

Daniel Batista, Agência Estado

24 de janeiro de 2014 | 13h44

SÃO PAULO - A confiança está em alta no Palmeiras neste início de temporada. As duas vitórias da equipe nos dois jogos disputados até aqui neste Campeonato Paulista fizeram aumentar ainda mais a expectativa da torcida e os atletas parecem que também estão ansiosos para ver o sucesso do time acontecer, principalmente por causa da chegada de reforços.

"É importante essa vitória (por 2 a 0 sobre o Comercial). Dá confiança para o nosso trabalho. Temos a base do ano passado e quem está chegando tem acrescentado qualidade. O fato de ter vencido fora de casa também é muito importante", analisou o atacante Alan Kardec.

O capitão Henrique também destacou a chegada dos reforços e o bom início de temporada. "Começo de temporada é difícil, mas estamos nos portando bem. Estão chegando jogadores para nos ajudar e a gente faz questão de acolher todos muito bem", disse o zagueiro.

Marcelo Oliveira admite que o time diminuiu o ritmo no segundo tempo propositalmente. "Foi importante sair na frente, porque no segundo tempo a tendência é cair e administrar a parte física. Conseguimos e o grupo está de parabéns."

Na partida contra o Comercial, o zagueiro Lúcio foi o titular e William Matheus entrou no segundo tempo. Dos sete reforços já apresentados pelo clube, ainda não estrearam o zagueiro Victorino, o meia Marquinhos Gabriel e o atacante Rodolfo. Além, é claro, do meia Bruno César, oficializado nesta sexta como reforço.

Lúcio, por sinal, ficou feliz com sua estreia diante do Comercial. "Não foi só uma boa estreia minha, mas a equipe toda também teve um bom desempenho. A gente conseguiu controlar bem a partida. A dificuldade é normal, mas o importante foi a nossa vitória", enfatizou o defensor, que não atuava em uma partida desde julho, quando defendia o São Paulo mas se saiu bem. "Foi só o primeiro jogo, mas eu fui bem recebido e aos poucos eu vou me soltando. Estou feliz de voltar a jogar e isso é o mais importante", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.