Com a eliminação, Luxemburgo pode ser o novo treinador

A eliminação nas quartas-de-final da Copa do Mundo com a derrota para a França, em Frankfurt, deverá provocar mudanças na comissão técnica da seleção brasileira. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, gostaria muito que Carlos Alberto Parreira continuasse no posto de treinador, mas isso não deverá acontecer com o fim do sonho de ganhar o hexa na Alemanha. De acordo com informações colhidas pelo Jornal da Tarde, Vanderlei Luxemburgo tem grandes chances de reassumir o cargo na seleção - ele comandou o Brasil entre 1998 e 2000, quando foi demitido por Ricardo Teixeira. O atual treinador do Santos já vem recebendo sondagens da CBF, desde o início deste ano, para suceder Parreira. Outro nome cogitado nos bastidores da entidade é o de Paulo Autuori, campeão da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes da Fifa com o São Paulo, no ano passado. Atualmente no Kashima Antlers, do Japão, o técnico teria a preferência de alguns membros da comissão técnica e do supervisor Américo Faria. O primeiro compromisso da seleção brasileira após a Copa será o amistoso contra a Noruega, no dia 16 de agosto, em Oslo. Ainda neste ano, a equipe fará mais um jogo amistoso: contra o Kuwait, no dia 7 de outubro, na Cidade do Kuwait.

Agencia Estado,

02 Julho 2006 | 08h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.