Com a inspiração de 77, Jadson é um dos alicerces de Carille

Meia que voltou ao clube após passar um ano na China pode ser um dos protagonistas do jogo em Campinas

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2017 | 07h00

Maior contratação da temporada, Jadson aparece como um dos principais candidatos a protagonismo da decisão. Em meio a tantas coincidências e homenagens, o meia pode escrever seu nome na história do confronto entre Corinthians e Ponte Preta justamente no ano em que personalizaram nele as celebrações da conquista do Campeonato Paulista de 1977.

O ídolo da torcida corintiana usa a camisa 77 nas costas, número que representa muito na história do clube. “Quem fizer o gol eu já fico feliz. Mas é claro que se o Jadson marcasse o gol do título seria ainda mais especial, pelas homenagens e pelo grande jogador que é”, disse Basílio, autor do chute que garantiu o fim da fila de 23 anos.

O meia Jadson tem 33 anos e não viveu nada do que está sendo falado sobre 77, mas sabe da importância da data para o torcedor e também de sua relevância para o time atual. “Fico honrado pela oportunidade de vestir essa camisa e espero retribuir tudo isso com títulos.”

Embora ainda não tenha jogado o mesmo futebol dos tempos em que comandou a equipe na conquista do Brasileiro de 2015, o meia tem sido um dos alicerces de Fábio Carille e demonstrado uma superação física que chama a atenção.

Ele voltou do futebol chinês acima do peso, fez uma espécie de pré-temporada no meio do Estadual e mesmo sem estar 100% entrou no time e se encaixou facilmente. Com sua entrada, o Corinthians evoluiu técnica e taticamente. Jadson fez 13 jogos na temporada, marcou dois gols e três assistências.

Jadson e seus companheiros terão outra referência de 1977 hoje. O Corinthians vai estrear diante da Ponte seu segundo uniforme, que tem a camisa preta, com listras brancas na vertical (antes era horizontal), muito parecido com o que foi usado na conquista há 40 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.