Com ambições diferentes, Inter e Atlético-MG abrem semifinal da Copa do Brasil

Gaúchos devem entrar em campo com equipe mista, pois ainda luta contra o rebaixamento no Brasileirão

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

26 Outubro 2016 | 07h15

Internacional e Atlético-MG se enfrentarão pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 21h45, no Beira-Rio. Mas se ambos querem uma vaga na decisão, as ambições gerais neste momento da temporada são bem diferentes. Enquanto o time mineiro prioriza o torneio mata-mata, o foco da equipe gaúcha está todo no Campeonato Brasileiro, no qual tenta se distanciar da zona de rebaixamento.

Por isso, o Internacional deve entrar em campo nesta quarta com uma escalação alternativa, repleta de reservas. A tendência é que cinco titulares atuem. O goleiro Danilo Fernandes, o lateral William, o zagueiro Paulão, o volante Rodrigo Dourado e o meia Alex reforçarão a equipe.

Mas se mantiver o retrospecto recente, este time misto do Inter promete incomodar. Foi com somente três titulares - Danilo Fernandes, Ernando e Alex - que a equipe derrotou o Santos por 2 a 0 na quarta-feira passada, em casa, e se garantiu nas semifinais da Copa do Brasil. Esta, aliás, foi uma das melhores atuações da equipe nos últimos meses.

Isto porque a situação no Brasileirão é preocupante e o Inter ocupa somente a 15.ª colocação, com 37 pontos, dois acima da zona de rebaixamento. Do outro lado da tabela está o Atlético-MG, que apesar da terceira colocação já se distanciou oito pontos do líder Palmeiras e tem poucas chances de título.

Por isso, a prioridade atleticana é justamente oposta à do Inter. Apesar de saber da importância de terminar entre os três primeiros do Brasileirão para garantir vaga direta na Libertadores, o time mineiro vê na Copa do Brasil a única possibilidade de ser campeão em 2016 e, por isso, prioriza a competição.

Prova disso aconteceu no último fim de semana. Por mais que ainda tivesse chances de título brasileiro, Marcelo Oliveira poupou alguns de seus principais jogadores na vitória por 3 a 0 sobre o Figueirense, no domingo. Os veteranos Fabio Santos e Robinho só entraram na reta final do segundo tempo. Pratto, que será titular nesta quarta porque Fred não pode atuar na Copa do Brasil, ficou no banco durante os 90 minutos.

Tanto Internacional quanto Atlético-MG estão em busca do segundo título na Copa do Brasil. O time gaúcho a conquistou em 1992, enquanto o troféu ficou do lado atleticano em 2014. Depois de iniciarem o confronto de semifinal nesta quarta, as equipes voltarão a se enfrentar na semana que vem, no dia 2 de novembro, no Independência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.