Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Com aposta em seus novos técnicos, Corinthians e Santos fazem amistoso

Equipes se enfrentam em amistoso neste domingo, às 17h30, em Itaquera

João Prata, O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2019 | 04h30

Corinthians e Santos não pouparam esforços para buscar um novo treinador. Fábio Carille, de um lado, e o argentino Jorge Sampaoli, do outro, agora precisam justificar toda a confiança depositada. O primeiro teste de ambos será no amistoso entre as equipes neste domingo, às 17h30, em Itaquera.

Carille voltou do mundo árabe, depois de comandar por sete meses o Al-Wheda. O Corinthians pagou multa de cerca de R$ 2,7 milhões para ter o técnico da conquista do Brasileiro de 2017 e do bi Paulista (2017 e 2018). Jorge Sampaoli foi um dos principais destaques na movimentação da janela de transferências e assume o Santos após comandar a Argentina na Copa do Mundo da Rússia.

O Corinthians colaborou com o treinador e trouxe sete reforços até agora - seis estarão à disposição. A exceção será o atacante argentino Mauro Boselli, que viajou ao México para cuidar da mudança. O Santos confirmou ontem a primeira contratação: o atacante venezuelano Yeferson Soteldo. No entanto, ainda precisa se reforçar, pois perdeu o lateral Dodô e e o atacante Gabigol.

O técnico corintiano mexeu bastante na equipe ao longo da semana deverá testar um time em cada tempo. A formação titular que provavelmente começará o clássico terá: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Richard, Ramiro e Jadson; André Luis (Pedrinho), Gustagol e Sornoza. Ficarão de fora da partida por lesão os volantes Gabriel e Ralf, além dos atacantes Clayson e Pedrinho. Romero, que se reapresentou depois dos demais companheiros, também não foi relacionado.

"É um grupo muito forte. O Corinthians se reforçou para a temporada e montou um elenco bastante competitivo", disse o volante Ramiro. Aos poucos o time vai ganhar entrosamento. Me sinto bem fisicamente e agora preciso de ritmo de jogo", complementou o último reforço a se apresentar.

O Santos terá o primeiro teste sob o comando de Sampaoli, que está trabalhando com o elenco há duas semanas. A tendência é que a equipe comece com: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Orinho; Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota; Derlis González, Felippe Cardoso e Bruno Henrique

O uruguaio Carlos Sánchez elogiou bastante o estilo de jogo do novo treinador. "É um treinador vencedor. O modo é bem diferente do habitual. Nós, jogadores, temos a missão de assimilar os métodos dele o mais rápido possível para fazermos um bom trabalho em 2019", afirmou.

Para o amistoso, Santos e Corinthians farão uma ação pela paz nos estádios antes do jogo. Um pouco mais cedo do horário da partida, às 13 horas, os elencos das duas equipes almoçarão juntos no CT Joaquim Grava, em São Paulo.

O jogo homenageará também o ex-goleiro Gylmar dos Santos Neves, que atuou pelos dois clubes. Foi criado uma troféu com o nome do ex-jogador, que será entregue para o vencedor do duelo. Caso o clássico termine empatado, a taça irá para a equipe com menos cartões (primeiro critério de desempate) e faltas cometidas (segundo critério de desempate) na partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.