Divulgação
Divulgação

Com aproveitamento de 75,5%, Wagner Lopes é demitido do Goiás

Técnico era questionado pelo futebol de sua equipe não 'convencer'

Estadão Conteúdo

02 de abril de 2015 | 17h29

Em meio à intensa troca de treinadores na qual vive o futebol brasileiro, bons resultados parecem não ser mais o suficiente para mantê-los em seus cargos. Nesta quinta-feira, um dia depois da vitória por 1 a 0 sobre o Santo André, que garantiu o Goiás na segunda fase da Copa do Brasil, o técnico Wagner Lopes foi demitido pela diretoria.

O treinador vinha sendo bastante cobrado pela torcida e pela diretoria, com o argumento de que o time vencia, mas não convencia. Após a vitória sobre o Santo André, no Serra Dourada, o próprio Wagner Lopes tentou se defender, mas admitiu que respeitaria uma suposta demissão. Ela foi concretizada na tarde desta quinta, após uma reunião com os dirigentes.

O técnico havia assumido o Goiás no início do ano, no dia 6 de janeiro. Em 15 partidas, conseguiu 10 vitórias, quatro empates e somente uma derrota. O ótimo aproveitamento de 75,5% dos pontos, no entanto, não foi suficiente para convencer a diretoria goiana a mantê-lo no cargo. Agora, o clube vai em busca de um substituto, ainda não definido.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGoiásWagner Lopes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.