Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Início do Campeonato Brasileiro tem ares de torneio Rio-São Paulo

Flamengo, Palmeiras, Corinthians e Vasco ocupam os primeiros lugares na tabela depois de quatro rodadas

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

07 Maio 2018 | 07h00

Após quatro rodadas, o Campeonato Brasileiro ganhou ares de torneio Rio-São Paulo. Com vitórias contundentes, ontem, Flamengo e Palmeiras ocupam os dois primeiros lugares na tabela. Apesar do tropeço em casa, diante do Ceará, o Corinthians está em terceiro, pelos critérios de desempate. O Vasco, que no sábado fez 4 a 1 no América-MG, fecha o G-4, que dá vaga direta na Libertadores.

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ Roger Machado comemora boa campanha do Palmeiras como visitante

+ Com recorde de público no Maracanã, Fla vence Inter e mantém a liderança

Com 60.182 pessoas no Maracanã, o Rubro-negro contou com o retorno de Guerrero após suspensão por doping para derrotar o Internacional por 2 a 0 e chegar aos dez pontos. O atacante entrou aos 15 minutos do segundo tempo no lugar de Henrique Dourado. 

O primeiro gol saiu 10 minutos depois da entrada do peruano. Lucas Paquetá pegou o rebote em cobrança de falta que ele mesmo bateu na barreira e surpreendeu Danilo Fernandes. Everton Ribeiro, aos 41, fechou o placar com um golaço.

O Palmeiras teve atuação sólida longe de casa para chegar aos oito pontos e se posicionar na segunda colocação. A equipe de Roger Machado encerrou uma invencibilidade de 17 jogos do Atlético-PR em seu estádio, que vinha desde novembro do ano passado, ao vencer por 3 a 1.

Bruno Henrique, no primeiro tempo, Marcos Rocha e Willian, no segundo, fizeram os gols da vitória alviverde. “O Roger tem uma grande participação nessa vitória. Ele estudou o Atlético junto com o elenco. A equipe do Fernando Diniz tem um jeito de jogar aqui no campo deles. Da forma que o Roger nos passou, com intensidade, inteligência, conseguimos fazer. A gente fica muito feliz pelo resultado”, afirmou Willian.

O Corinthians ocupa o terceiro lugar com sete pontos, mas não ficou muito feliz com o resultado de ontem. Em Itaquera, com diversos desfalques, ficou no empate com o Ceará por 1 a 1. Wesley abriu o placar para os visitantes e Henrique igualou. 

Os corintianos reclamaram de dois pênaltis não assinalados, um deles em Pedrinho. O garoto teve, enfim, chance de ser titular e foi bastante efetivo. Roger fez sua estreia e perdeu uma chance incrível de garantir os três pontos.

“A arbitragem tem medo de apitar lance a favor do Corinthians porque acha que vão falar que somos ajudados”, reclamou o volante Gabriel. “Teve um pênalti antes, e aquele no Pedrinho, foi ainda mais.”

O Santos tinha chance de entrar no grupo dos primeiros, mas foi goleado pelo Grêmio por 5 a 1, no Sul, e pode até entrar na zona de rebaixamento hoje, se a Chapecoense bater o Paraná. Maicon (2) e Everton, Arthur e André fizeram os gols do time casa e Jean Mota o dos visitantes.

O Grêmio, com um jogo a mais, tem números iguais ao Vasco. Mas fica atrás na tabela porque tem um cartão vermelho e os cariocas, nenhum. O Corinthians tem vantagem sobre o Vasco por ter menos amarelos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.