Pau Barrena/AFP
Pau Barrena/AFP

Com assistência de Otero, Venezuela vence amistoso contra Emirados Árabes Unidos

Meia do Atlético-MG é o destaque em vitória da seleção venezuelana, na Espanha

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2018 | 17h46

Barcelona - A Venezuela obteve uma tranquila vitória sobre os Emirados Árabes Unidos por 2 a 0, em amistoso disputado nesta terça-feira, no estádio Lluis Companys, em Barcelona, na Espanha. Cada gol foi marcado no início de cada tempo.

O time do técnico Rafael Dudamel abriu o placar logo no primeiro ataque. No primeiro minuto de jogo, Otero, ex-Atlético Mineiro e atualmente emprestado ao Al Wehda, da Arábia Saudita, bateu escanteio para o aproveitamento de cabeça de Luis Mago.

Os Emirados Árabes Unidos tentaram reagir, mas Omar Abdulrahman perdeu duas grandes oportunidades. Na primeira, o goleiro Wuilker Faríñez fez bela defesa, aos 29 minutos. Na segunda, aos 40, o jogador bateu pênalti para fora.

Os venezuelanos também tiveram a sua chance para ampliar o marcador, aos 36 minutos, mas Junior Moreno acertou o travessão. Logo aos dois do segundo tempo, a Venezuela fez o segundo gol. Andrés Ponce aproveitou assistência de Jefferson Savarino.

Ali Hassan tentou diminuir a vantagem venezuelana, mas acertou a trave, aos 30 minutos. Daí em diante os sul-americanos apenas administraram a vantagem.

Em Teerã, a Bolívia perdeu amistoso para o Irã por 2 a 1, em partida bastante disputada. As duas seleções buscaram o ataque o tempo todo, apesar da falta de uma melhor técnica. Jahanbakhsh, aos 17 minutos do primeiro tempo, abriu o placar após pegar rebote do goleiro de sua própria cabeçada.

A Bolívia conseguiu o empate com um bonito chute de fora da área de pé esquerdo de Rudy Cardozo, aos seis minutos da etapa final.

O gol da vitória iraniana veio em uma rápida jogada pelo meio, que teve colaboração da defesa boliviana. A bola sobrou livre para Torabi fazer o segundo gol, aos 18 minutos. As duas equipes tiveram pelo menos duas boas chances até o fim do jogo, mas pararam na boa atuação dos goleiros.

Em um duelo sem grandes emoções envolvendo seleções da América do Sul e da Ásia, Equador e Omã ficaram no empate sem gols, em Doha, no Catar.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.