Divulgação
Divulgação

Com ataque em jejum e zaga zerada, Cruzeiro busca primeira vitória

Equipe tenta desencantar na Libertadores na visita ao Mineros

Estadão Conteúdo

19 Março 2015 | 08h05

Ainda sem ter marcado gols, mas também sem ter sofrido nenhum em duas partidas disputadas, o Cruzeiro tentará enfim desencantar nesta Copa Libertadores. O time enfrentará o Mineros de Guayana, em Puerto Ordaz, da Venezuela, nesta quinta-feira, às 22h15 (de Brasília), pelo fechamento da terceira rodada do Grupo 3 da competição continental.

A equipe comandada pelo técnico Marcelo Oliveira somou dois empates por 0 a 0 em dois jogos e ocupa a terceira posição da chave, com dois pontos, enquanto o Mineros está na lanterna, com um. O líder é o Universitario de Sucre, com cinco pontos, enquanto o Huracán é o vice-líder, com três. Estes dois times, porém, já disputaram três partidas.

Neste confronto em solo venezuelano, o time cruzeirense não poderá contar com o volante Willians, com lesão na coxa direita, e o atacante Willian, que segue se recuperando de dores no púbis. 

Para triunfar pela primeira vez nesta edição do torneio, o Cruzeiro também se apoia no ótimo retrospecto que tem contra equipes venezuelanas em sua história. Desde 1967, o time disputou 13 partidas contra rivais deste país, contabilizando 11 vitórias e dois empates, além de ter feito 32 gols e sofrido apenas oito.

Já o Mineros, que tentará desbancar o favoritismo cruzeirense, não poderá contar com o atacante Zamir Valoyes, suspenso por ter sido expulso no jogo contra o Universitario de Sucre, em La Paz.

Mais conteúdo sobre:
futebol Copa Libertadores Cruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.